Massa Filo Caseira (Massa Phylo ou Massa Yufka)










A massa filo, em grego chamada de phyllo ("folha") e em turco yufka, é uma variedade de massa cuja espessura e aplicação variam, podendo ser fina como uma folha de papel ou chegar a vários milímetros, quando usada para o preparo do pão em forma de folhas dobráveis, característico da Turquia e de vários países Mediterrâneos e do Médio Oriente.
Crê-se que a origem desta massa finíssima pertence aos povos túrquicos da Ásia Central, uma vez que surgiu referências a uma massa com folhas num dicionário de dialectos túrquicos do século XI.
A massa filo é usada como base dos mais variados pratos, tanto doces como salgados. Nas cozinhas grega e turca, a massa filo é utilizada na preparação de vários pratos, como as burekas (gregas) ou os doces recheados de nozes e pistácios e imersos em calda de açúcar, como a baklava (turca).







185g de farinha de trigo (1 e 1/3 chávena)
1/8 de colher de chá de sal
1/2 chávena de água (aproximadamente)
30ml de óleo vegetal (mais um pouco para pincelar a massa)
1/2 colher de chá de vinagre de cidra



Numa tigela grande, misture a farinha e o sal. Numa tigela mais  pequena, misture a água, o óleo e o vinagre. Junte os líquidos à mistura de farinha e sal e trabalhe a massa até obter uma bola não pegajosa, nem seca. O resultado perfeito seria uma bola de massa firme, porém bem lisa. Sove bem a massa, acrescentando farinha ou água para atingir a consistência adequada. Depois de bem sovada, forme uma bola e pincele-a com óleo. Coloque num saco plástico, feche bem e deixe descansar de 30 a 90 minutos (deixei descansar 1 hora).
Após o descanso da massa, divida-a em 20 bolinhas. Isto resultará em 20 discos de aproximadamente 30 cm. Enquanto abre a massa, polvilhe sempre com farinha de trigo para evitar que grude (eu optei por abrir porções menores de massa por achar que esta seja uma forma mais fácil para iniciantes).
Abra todos os discos, podendo mantê-los empilhados, desde que bem enfarinhados ou separados, um a um, com papel vegetal.
Após abrir todos os discos use-os de imediato ou congele-os, separando-os, um a um, com papel vegetal.