Pavlova de Maracujá












A pavlova é uma sobremesa com a base de merengue e cobertura de chantilly e frutas. A sua base, o merengue, é crocante por fora e macia e húmida por dentro.
Esta sobremesa foi inventada depois de uma viagem da bailarina russa Anna Pavlova à Austrália e Nova Zelândia e é uma homenagem à mesma. Devido a tal, ambos os países reivindicam a invenção da iguaria, o que é fonte de conflito de opiniões entre eles.
Esta deliciosa sobremesa é já conhecida por todo o mundo mas é nos países da Oceania que ela tem mais importância, uma vez que faz parte das iguarias de festas tradicionais, como é o caso do Natal.




Merengue:
4 claras de ovo
14-16 colheres de sopa de açúcar (rasas)
1 colher de chá de vinagre de cidra
2 colheres de chá de amido de milho (usei marca Espiga)
1 colher de chá de essência de baunilha

Cobertura:
200ml de natas
2 colheres de sopa de açúcar (rasas)
Gotas de sumo de limão q.b.
6 maracujás (polpa e sementes)




Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Bata as claras em castelo pouco firme, estão no ponto quando formarem uma espécie de pequenos picos. Junte-lhes o açúcar (cerca de 4 colheres de sopa (rasas) por clara mas pode reduzir a quantidade se preferir) e bata um pouco mais. Adicione o vinagre, o amido de milho e a baunilha e bata só mais um pouco e na velocidade mínima.
Numa folha de papel vegetal faça um círculo de 20cm (+/- do tamanho de um prato) e sobre esse círculo disponha a mistura de claras, de modo a formar uma circunferência e sem sair muito da linha. Coloque o papel vegetal com o preparado dentro de um tabuleiro ou forma.  No centro do merengue faça uma espécie de cavidade e  alise a restante superfície (esta cavidade servirá para colocar parte da cobertura). Leve ao forno pré-aquecido. No momento em que colocar a pavlova no forno reduza a temperatura do mesmo para 150ºC. Deixe cozinhar até que todo o exterior da pavlova se encontre seco e ligeiramente dourado (cerca de 1 hora a 1h30, dependendo do forno). Quando estiver pronta, desligue o forno e deixe lá a pavlova até que esta arrefeça.
Enquanto isso, coloque um pacote de natas no congelador por 20 minutos e após este tempo bata-as em chantilly firme com algumas gotas de sumo de limão. Junte 2 colheres de sopa (rasas) de açúcar e bata mais um pouco. Reserve no frigorifico até que a pavlova esteja fria.
Quando isto acontecer, retire o papel vegetal da pavlova e coloque-a num prato de servir. Em seguida, coloque o chantilly na cavidade da pavlova e sobre a mesma, alisando-o com uma espátula. Por fim, decore com a polpa e sementes de maracujá.
Pode servir de imediato mas se colocar no frigorifico e servir fresca é muito mais saborosa.



Nota: Pode usar claras congeladas que funcionará na perfeição. Pode substituir o maracujá por outra fruta a seu gosto.
Adaptado de: Nigella Lawson