Bolo Rei Escangalhado














Natural de Braga, o Bolo Rei Escangalhado é um primo distante do Bolo Rei e do Bolo Rainha, sendo mais parecido com este último. 
Este moderno bolo de Natal faz as delícias de muitos uma vez que tem um ar muito mais arrojado e reúne uma panóplia de ingredientes que lhe conferem um sabor muito mais sofisticado e saboroso. 
Ele é confecionado com uma fofa massa brioche e recheado (como se fosse uma torta) com creme de pasteleiro e frutos secos. Por fim, é coberto com doce de gila e salpicado com frutos secos.



Massa mãe:
125 g de farinha de trigo
38 g de levedura fresca (fermento de padeiro)
1 dl de leite

Massa:
500 g de farinha
75 g de açúcar
75 g de manteiga
5 g de sal
3 ovos pequenos
1/2 cálice de rum
Raspa de 1/4 laranja
1/2 colher de sobremesa de essência de baunilha
Leite q.b. (para obter o ponto da massa)

Creme de Pasteleiro:
1/2 L de leite
160 g de açúcar
15 g de açúcar baunilhado
40 g de farinha de trigo
1 pitada de sal
4 gemas de ovo
1 pedacinho de casca de limão

Recheio:
50 g de nozes picadas
50 g amêndoas laminadas
30 g pinhões
30 g de passas

Cobertura:
Doce de gila q.b.
Nozes q.b.
Amêndoas q.b.
Pinhões q.b.
Passas q.b.
Açúcar em pó q.b.



Massa mãe:
Num recipiente pequeno, coloque a farinha e o fermento dissolvido em 1dl de leite morno. mexa bem e amasse. Tape o recipiente e deixe levedar por 30 minutos (eu coloco o recipiente tapado dentro do microondas fechado e desligado).

Creme de Pasteleiro:
Enquanto a massa mãe leveda, faça o creme de pasteleiro. 
Leve o leite ao lume com a casca do limão, o açúcar baunilhado e o sal. Deixe ferver.
À parte bata as gemas com o restante açúcar até fazer creme e junte-lhe a farinha.
Retire a casca do limão ao leite, e junte, aos poucos, ao preparado anterior até as gemas estarem completamente dissolvidas.
Leve de novo ao lume, mexendo sempre até engrossar. Quando começar a engrossar mexa vigorosamente com um vara de arames para ficar homogéneo e retira-se imediatamente do lume, continuando a mexer por mais uns minutos. Reserve e deixe arrefecer. 

Massa: 
Usando a batedeira, bata o açúcar com a manteiga até obter um creme. Adicione os ovos, depois a farinha, o sal, a raspa da laranja e a baunilha. Bata só para envolver bem. Retire a massa da batedeira e, com as mãos, amasse tudo muito bem e junte a este preparado a massa mãe. Amasse tudo muito bem e junte leite (se necessário) para obter uma massa que dê para esticar com o rolo (ela deve ser muito elástica e não deve grudar ás mãos). Faça uma bola com a massa coloque-a dentro de um recipiente tapado com um pano e deixe levedar por 30 minutos (eu coloco o recipiente tapado dentro do microondas fechado e desligado). 
Após este tempo, coloque a massa sobre uma superfície enfarinhada e estique-a muito bem de modo a obter um rectângulo com poucos milímetros de grossura (estique a massa o máximo que conseguir). Barre a massa com o creme de pasteleiro, tendo o cuidado de deixar uma margem sem creme em torno do rectângulo. Sobre o creme salpique a mistura de passas, pinhões, amêndoas e nozes de modo a ficarem igualmente distribuídos.
Enrole como uma torta com recheio, apertando bem para manter o recheio. 
Coloque a massa sobre uma forma grande (redonda) forrada com papel vegetal untado com margarina e polvilhado dom farinha. Dentro da forma, forme uma espécie de anel com a massa e encaixe as duas pontas, colocando uma dentro da outra. Em seguida, e com um pouco de água nos dedos, tente unir a massa, deste modo o recheio não sairá e obterá uma "coroa" perfeita. Após isto, dê golpes na massa superfície da massa com 5 cm de distância, mas tendo o cuidado de não separar o bolo em fatias.
Pré-aqueça o forno a 200ºC.
Por fim, cubra o bolo com doce de gila e polvilhe com passas, pinhões, amêndoas e nozes. Leve ao forno a 200ºC por 45-60 minutos. 
Retire do forno e polvilhe com açúcar em pó. Deixe arrefecer. 


Adaptado de: Sabores da Alma