Cordon Bleu Mediterrâneo com Crosta de Farelo Crocante
















4 bifes de frango ou perú
8 fatias de fiambre (usei o fiambre extra superior da Beira Lamego)
8 fatias de queijo (usei o queijo sem lactose fatiado da Paiva)
Sumo de 1/2 limão pequeno
1 noz de margarina
1 fio de azeite (usei o azeite virgem extra da Maçarico)
8 palitos de madeira
2 ovos
Farinha q.b.
Óleo de amendoim q.b.
1/3 colher de chá de Moinho de Sal com Ervas do Mediterrâneo da Margão
Sal q.b. (usei o sal marinho Marnoto)

Crosta de Farelo Crocante :
4 fatias de pão de forma sem côdea


Congele o pão de forma, em saquinhos com as fatias lado a lado, para que ele fique mais firme (cerca de 4 horas ou de um dia para o outro).
Após este tempo, corte o pão em pedaços pequenos, coloque-os no liquidificador e triture na função pulsar (função de quebrar o gelo) até obter uma espécie de farinha granulada.
Pré-aqueça o forno a 150ºC e coloque a farinha num tabuleiro largo. 
Leve-a ao forno até que esta seque (cerca de 15 minutos), mexendo ocasionalmente para toda ela secar da mesma forma e ficar crocante (tendo em conta que este deve apresentar-se bem seco mas não torrado). Usando as mãos, desfaça os pedaços maiores de farelo de pão, que se possam ter colado.

Tempere os bifes de frango com limão, uma pitada de sal e a mistura do Moinho de Sal com Ervas do Mediterrâneo, deixando marinar por duas horas, pelo menos.
Numa frigideira, derreta um pouco de margarina, junte o azeite e aloure os bifes de frango de ambos os lados. 
Cubra cada bife com 2 fatias de fiambre e 2 fatias de queijo, enrole e feche com dois palitos de madeira.
Passe-os, um a um, por farinha, pelos ovos batidos e, por fim, pelo pão granulado que preparou. 
Frite-os em óleo quente, 2 minutos de cada lado. Escorra muito bem sobre papel absorvente e retire os palitos. 

Nota: Se sobrar farelo de pão pode congela-lo para usar mais tarde.



Para acompanhar este prato, recomendo:





Touriga Nacional 2010
Regional Península de Setúbal 

Castas: Touriga Nacional

Notas de Prova:
Vinho de cor granada, concentrado. Aroma confitado a lembrar fruta preta muito madura e a compota, com toque floral ligeiro típico da casta. Na boca é muito cheio, aveludado com taninos macios muito bem integrados. Final longo e persistente.







Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Lacticínios do Paiva, Beira Lamego, MaçaricoMargãoNecton e à Casa Ermelinda Freitas pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.