Moussaka Grega

















2 beringelas (cerca de 650g)
400g de carne de vaca picada
2 colheres de sopa de molho de tomate (usei o Compal da Horta Refogado)
2 tomates
1 cebola grande
2 dentes de alho
1/2 colher de chá de canela (usei da marca Suldouro)
70ml de vinho branco
Sal q.b.
4 colheres de sopa de azeite (usei o Azeite Castelo de Marvão)

Molho de queijo:
40g de manteiga
40g de farinha
400ml de leite
30g de queijo parmesão (usei o queijo de cabra curado Paiva)
1 pitada de sal
1 pitada de pimenta branca (usei da marca Suldouro)



Lave as beringelas e corte-as em rodelas de cerca de meio centímetro. Depois de cortadas, polvilhe com sal e deixei repousar durante 30 minutos. Passado esse tempo, coloque sal do outro lado e agrade mais 30 minutos. Seguidamente, lave as rodelas de beringela com água para retirar o sal, seque-as e coloque-as num tabuleiro de forno. Regue-as com azeite e leve a forno pré-aquecido a 180ºC por 20 minutos (ou até começarem a ficar douradas).

Piquei a cebola e o alho e refogue-os em azeite aquecido num tacho. Quando a cebola se encontrar amolecida, junte a canela e o sal, envolvendo bem. De seguida, junte a carne e deixei cozinhar durante cerca de 5 minutos, fazendo-a alourar. Finalmente deitei o tomate, a polpa de tomate e o vinho e deixei cozinhar, em lume baixo, até o molho evaporar.
Entretanto, prepare o molho derretendo a manteiga e juntando-lhe a farinha, mexendo com uma vara de arames. De seguida, junte-lhe o leite quente misturado com o queijo ralado e envolva muito bem até não apresentar grumos.
Tempere com sal e pimenta e deixe engrossar levemente.

Num tabuleiro cerâmico grande ou em 3-4 individuais, coloque uma camada de beringela (cerca de 1/3 destas), preenchendo todo o fundo. Em seguida, cubra com metade da carne, depois com mais uma camada de beringela e a restante carne. Por fim, faça a última camada de beringela e regue com o molho de queijo.
Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC por 20 minutos ou até gratinar e alourar ligeiramente.



 Para acompanhar este prato, recomendo:





Syrah 2010
Regional Península de Setúbal


Notas de Prova:
Vinho de cor granada, concentrado. Aroma confitado a lembrar fruta preta muito madura, alguma especiaria, com toque balsâmico da casta. Na boca é muito cheio, aveludado com taninos presentes muito bem integrados. Final longo e persistente.









Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Lacticínios do Paiva, Compal, Azeite Castelo de Marvão, Suldouro e Casa Ermelinda Freitas pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.