Tarteletes de Baunilha com Morangos e Framboesas Douradas















Massa:
200g de farinha
1 piada de sal
70g de margarina
80g de açúcar
1 ovo
2-3 gotas de essência de baunilha

Creme:
400ml de leite
1 colher de chá de essência de baunilha
1/2 colher de chá de açúcar baunilhado (usei da marca Suldouro)
4 gemas
100g de açúcar
2 colheres de sopa de farinha
2 colheres de sopa de amido de milho (usei da marca Condi)

Decoração:
21 morangos
6 framboesas douradas
100ml de água
4 colheres de sopa de açúcar
1 saqueta de nappage (brilho para tartes) da Vahiné



Unte e enfarinhe 6 formas de tartelete com 8cm de diâmetro e reserve.
Junte a farinha com o sal num recipiente grande. Adicione a manteiga em pedacinhos e amasse, com a ponta dos dedos, até obter uma espécie de migalhas. 
Incorpore o açúcar e faça uma cova no centro da mistura. adicione o ovo previamente batido com a baunilha e misture bem a massa com uma espátula (se a massa estiver muito seca borrife-a com um pouco de água).
Transfira-a para uma superfície polvilhada com farinha e amasse um pouco.Em seguida, molde uma bola, achate-a, cubra-a com película aderente e leve-a ao frigorífico por 30 minutos.
Após este tempo, divida a massa em 6 partes iguais e forre as formas com ela. Cubra a massa com papel vegetal e encha-a com feijões (isto fará com que a massa mantenha a forma desejada após ir ao forno).
Leve as tarteletes a forno pré-aquecido a 180ºC por 10 minutos. Retire os feijões e o papel vegetal e leve-as novamente ao forno até que o fundo esteja cozinhado e levemente dourado. Retire do forno, deixe arrefecer, encha com o creme e decore com os morangos cortados em metades e as framboesas.
Por fim, junte o o nappage da Vahiné ao açúcar e a 100ml de água, mexa para dissolver e leve ao lume para engrossar. Deixe arrefecer por 3 minutos e pincele toda a superfície da tartelete, incluindo fruta, creme e massa.
Deixe arrefecer completamente antes de servir.

Creme:
Aqueça o leite com a essência de baunilha e açúcar baunilhado até levantar fervura.
Bata as gemas com o açúcar até obter um creme esbranquiçado, junte-lhe a farinha e o amido, mexendo muito bem. Adicione metade do leite quente, mexendo sempre com uma vara de arames. Bata bem e transfira o preparado sobre o restante leite, mexendo bem. Deixe levantar fervura, sem parar de mexer, durante 1 minuto. Retire do lume deixe arrefecer
Quando for usar, torne a bater o creme com a vara de arames
Reserve no frigorífico.



Para acompanhar esta sobremesa, recomendo:




Late Bottled Vintage (LBV) 2003 - Quinta do Estanho

Vinho do Porto de excepcional qualidade, de uma só colheita oriunda de uvas tintas das castas Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca, Tinta Roriz, entre outras.
Verificado com especial rigor, envelhece em tonéis de madeira até ao 4º ou 6º ano e depois em garrafa.

Notas de Prova: Vinho retinto na cor, frutado e encorpado no paladar. 











Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação desta sobremesa.

O meu muito obrigada à Vahiné, Condi, Suldouro e Quinta do Estanho pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.