Azevias de Grão e Amêndoa (no forno)


















Massa:
350g de farinha
2 colheres de chá de aguardente (usei a aguardente velhíssima da Caves do Solar de São Domingos)
80g de manteiga/margarina
1 ovo
1 dl de água
1 pitada de sal (usei a flor de sal Marnoto)

Recheio:
200g de grão cozido e escorrido (usei da marca Compal)
100g de amêndoa moída
150ml de água
300g de açúcar
1 colher de chá (rasa) de canela (usei da marca Condi)
Raspa de 1/2 limão
5 gemas

Açúcar em pó (usei da marca Sidul)
Canela em pó q.b.


Leve a água ao lume e deixe-a ferver por 2 minutos, junte o açúcar e a aspa de limão, deixando ferver mais um pouco. Adicione a amêndoa moída em farinha o puré de grão e a canela. Envolva muito bem e deixe levantar fervura novamente. Retire o tacho do lume, e adicione as gemas, mexendo muito bem com uma vara de arames. Leve novamente ao lume para espessar e deixe arrefecer antes de usar.

Misture a farinha com o sal e junte-lhe a manteiga/margarina em pedacinhos. Esfregues as mãos uma na outra e amasse com a ponta dos dedos até obter uma espécie de farelo. Nessa altura, junte o ovo e a aguardente e amasse. Vá adicionando a água aos poucos enquanto amassa até obter um preparado maleável, fofo e elástico.
Sobre uma superfície enfarinhada, estenda a massa, o mais fino que puder, com o auxilio do rolo. 
Corte círculos de massa com 10cm de diâmetro, e, sobre cada um deles, coloque uma colher de sobremesa do recheio.
Humedecer as bordas da massa com água e dobrar a meio, pressionando a massa de forma a que fique bem unida.
Acertar as pontas da massa com o cortador, fazendo um formato de rissol.
*Coloque as azevias num tabuleiro forrado com papel vegetal untado e leve-as ao forno, pré-aquecido a 200ºC, por 15-20 minutos. Por fim, e polvilhe-as com açúcar e canela e sirva morno ou frio.

*Se preferir pode frita-las em óleo quente até dourarem de ambos os lados. Deixe-as escorrer sobre papel absorvente e polvilhe com uma mistura de açúcar e canela.



Para acompanhar esta sobremesa, recomendo:


Porto Lágrima
Ramos Pinto

Uvas provenientes de zonas onde atingem elevado grau de maturação e sujeitas a uma forte maceração pelicular, segundo a antiga tradição do Vinho do Porto.

Notas de Prova:
Cor predominantemente ouro.
Dentro do seu fruto e doçura característicos, sobressaem aromas de tipo floral: camomila e flor de laranjeira, com toques de mel.
Paladar adamado, glicerinado, com fruta madura, envolvida por uma intensidade fresca. Final de boca de sabor gordo e persistente, com um agradável toque de mel.








Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação desta sobremesa.

O meu muito obrigada à CompalCaves do Solar de São Domingos, Condi, Necton Ramos Pinto pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.