Bruschetta de Petinga Picante com Tomate Seco e Rúcula


















1 baguete média
6 petingas picantes (usei da marca La Gondola)
6 pedaços de tomate seco, fatiados
1 dente de alho grande
Orégãos secos q.b. (usei da marca Suldouro)
1 pitada de pimenta branca (usei da marca Suldouro)
Azeite extra virgem q.b. (usei o Azeite Castelo de Marvão)
Sal q.b. (usei a flor de sal Marnoto)
6 folhas de rúcula selvagem


Corte o pão em fatias de 1-2 cm de altura (corte-o na diagonal para obter fatias maiores) e leve-as a torrar em forno pré-aquecido a 200ºC até ficar rijinho, mas sem dourar. 
Retire o pão do forno, sem o desligar, regue cada fatia com azeite e esfregue o alho nas mesmas (arraste o alho com força para que solte o seu sabor). 
À parte, desfaça as petingas e tempere-as com um pouco de sal e pimenta branca, envolvendo bem.
Sobre o pão torrado, adicione uma camada de petingas encimada por três fatias de tomate seco. Por fim, polvilhe com orégãos, regue com um ligeiro fio de azeite e leve ao forno a gratinar até o pão se apresentar dourado.
Retire as bruschettas do forno, coloque-as num prato de servir, deixe arrefecer um pouco e decore com folhas de rúcula.



Para acompanhar este prato, recomendo:



Volúpia Branco 
Caves do Solar de São Domingos


Castas: Sauvignon blanc (50%), Chardonnay (35%) e Maria Gomes (15%)

Notas de prova:
Aroma intenso e complexo, em que a mineralidade predomina sobre as notas florais e citrinas. Cheio e volumoso na boca, de acidez subtil, revela a fruta em toda a sua plenitude, tornando-se um conjunto de
qualidade única.








Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à La Gondola, Azeite Castelo de MarvãoSuldouroNecton Caves do Solar de São Domingos pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.