Ragú alla Bolognese
















Ragú é um prato de origem italiana com influência francesa devido à invasão Napoleónica de 1796, na região Emilia-Romagna. Este é um prato com molho de carne que é servido com massa, sendo documentados pela Academia Italiana de Gastronomia, 14 ragús diferentes, variando consoante a região.
O ragú que aqui apresento pertence à região de Bolonha, sendo a receita oficial da Câmara do Comércio de Bolonha, registada em 1982.




500g de carne de vaca picada
100g de entremeada ou bacon (usei o bacon da Beira-Lamego)
250ml de caldo de carne
1 colher de sopa de concentrado de tomate
120ml de natas ou leite
240ml de vinho tinto de qualidade (usei o Merlot da Casa Ermelinda Freitas)
1 cenoura
1 talo de aipo
1 cebola
Sal e pimenta q.b
Azeite q.b. (usei o Azeite Castelo de Marvão)
250g de tagliatelle/fettucine
Queijo parmesão q.b. (usei o queijo curado sem lactose da marca Paiva)


Comece por descartar o courato do bacon/entremeada e pica-lo/corta-lo em bocadinhos. Junte-o à carne picada e reserve.
Lave os 3 legumes e coloque-os no processador até obter uma espécie de pasta.
Num tacho, coloque um pouco de azeite e aloure a mistura de carne e bacon. Reserve num prato e junte mais azeite ao tacho, onde deve refogar a mistura de legumes por alguns minutos. Junte novamente a mistura de carne e acrescente o concentrado de tomate. Misture bem e adicione o vinho, aguardando que ele evapore um pouco. Acrescente um pouco do caldo de carne, sal e pimenta (cuidado com o sal pois o caldo já o contem). Tape o tacho e deixe cozinhar por 1:30h, aproximadamente. Ao longo da cozedura acrescente mais caldo de carne ou água, se este acabar. Rectifique os temperos e adicione as natas ou leite.
À parte, cozinhe a massa em água abundante temperada de sal, escorra-a e adicione-a ao molho de carne envolvendo bem. Sirva com o queijo em raspas grosseiras ou picado.


Para acompanhar este prato, recomendo:





 Dona Ermelinda Tinto 2010 D.O. Palmela 

Castas: 70% Castelão, 15% Cabernet Sauvignon, 15% Touriga Nacional

Notas de Prova: Vinho de cor vermelho escuro, granada, aroma bem conjugado com a madeira, confitado, rico em frutos vermelhos muito maduros, bem conjugado com a madeira, cheio, complexo, com taninos muito redondos, final de boca prolongado e agradável.











Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Beira-Lamego, Lacticínios do PaivaAzeite Castelo de Marvão e Casa Ermelinda Freitas pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.