Trouxas com Recheio Marinho


















Crepes:
250ml de leite
120g de farinha
1 ovo
30g de margarina derretida
1 pitada de açúcar
1/4 colher de chá de sal
Cebolinho fresco q.b. (para atar)

Recheio:
2 colheres de sopa de paté de sardinha de qualidade (usei da marca La Gondola)
50g de margarina
500ml de leite
50g de farinha
100g de queijo (usei o queijo flamengo seleção da marca Paiva)
1/2 embalagem de delícias do mar
2 colheres de sopa de azeitonas pretas em rodelas (usei da marca Maçarico)
1 pitada de pimenta branca (usei da marca Suldouro)
Sal q.b.



Comece por fazer os crepes dissolvendo a farinha no leite até não encontrar grumos. Junte o sal, o açúcar e o ovo, misturando-os muito bem. Por fim, adicione a margarina derretida e envolva até obter um preparado homogéneo. Tape com um pano e deixe assim por 30 minutos.
Leve a aquecer uma frigideira anti-aderente com 20 cm de diâmetro. Coloque um pouco de margarina nela e espere que derreta. Deite uma concha de massa e rode de modo a cobrir todo o fundo. Deixe cozer, volte o crepe e coza do outro lado. Reserve-os num lugar quente enquanto prepara o recheio.

Aqueça o leite, sem deixar ferver. 
Num outro tacho derreta a margarina, em lume brando, e junte a farinha, a pouco e pouco, mexendo bem com uma colher de pau.Vá juntando o leite, pouco de cada vez, mexendo sempre com uma vara de arames para que não criar grumos. Adicione o paté e continue sempre a mexer até sentir que o molho começa a engrossar. Tempere com sal e pimenta, envolva bem e reserve.
Ao molho branco que preparou, adicione o queijo picado, as delícias do mar em pedacinhos e as azeitonas em rodelas, envolva delicadamente.
Coloque 2-3 colheres de sopa de creme no centro de cada crepe, segure as laterais do mesmo para cima e ate com cebolinho, de modo a parecer uma touxa.
Sirva de imediato.




Para acompanhar estes crepes, recomendo:



Rosé Bruto 2011
Caves do Solar de São Domingos


Castas: Baga (85%) e Touriga-Nacional (15%).


Notas de prova:
Perfumado e atrativo no aroma, com notas frutadas lembrando morangos e framboesas. Boca cremosa, com a fruta e a acidez bem equilibrada no palato, resultando num conjunto sensual e requintado.

MEDALHA DE PRATA - Effervescents du Monde, France, 2012
MEDALHA DE PRATA - IV Concurso de Espumantes Bairrada, Portugal 2012






Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação desta entrada.

O meu muito obrigada à Lacticínios do Paiva, La Gondola, MaçaricoSuldouro Caves do Solar de São Domingos pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.