Tapas à Portuguesa


















3 caseirinhas
120g de presunto fatiado (usei o presunto português da marca Nobre)
4 bifes de vaca
2 c. de sopa de azeite (usei o azeite biológico virgem extra da marca Acushla)
1 c. de sopa de margarina
40ml de vinho branco de qualidade (usei o vinho Loureiro branco da Quinta da Lixa)
2 dentes de alho picados
Molho de piri-piri q.b. (usei da marca Maçarico)
1 folha de louro pequena
Ovos de codorniz q.b.
1 pitada de pimenta preta (usei da marca Suldouro)
Sal q.b. (usei a flor de sal Marnoto)
Salsa fresca q.b.


Comece por cortar os bifes em três partes iguais, tempere-os com sal e pimenta (tendo atenção ao colocar o sal, uma vez que o presunto é ligeiramente salgado) e deixe tomar gosto por 1 hora.
Após este tempo, corte as caseirinhas em fatias com cerca de 1.5cm de espessura e reserve.
Enquanto isso, aqueça o azeite, junte-lhe a margarina e aloure os alhos picados juntamente com o louro. Acrescente o presunto, cortado em meias fatias, e cozinhe-o de ambos os lados durante alguns segundos. Escorra-o e reserve-o num prato. 
Na mesma gordura, adicione a carne e tempere com o molho de piri-piri, deixando fritar em lume forte, de ambos os lados. Regue com o vinho branco, deixe apurar um pouco e trasfira-os para as fatias de pão.
Entretanto, adicione os ovos de codorniz a óleo pouco quente, tempere-os com sal e pimenta e frite a gosto.
Por fim, coloque pedaços de presunto sob a carne e os ovos estrelados sobre a mesma.



Para acompanhar este prato, recomendo:


Touriga Nacional

Monsaraz - Alentejo Doc
Carmim

Uvas provenientes de talhões selecionados, com maceração pré-fermentativa de 48h, seguida de fermentação a 24ºC com recurso a mergulhia robotizada de manta, maceração total de 15 dias, seguida de estágio em barrica de nova de carvalho francês durante 12 meses. Após engarrafamento o vinho estagia em garrafa durante 6 a 8 meses.

O vinho apresenta-se com uma cor granada carregada, com aromas de fruta preta madura e algumas notas florais, de café e chocolate, em boca é potente, fresco com taninos firmes e um final de prova prolongado






Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Acushla, Nobre, Suldouro, Quinta da Lixa, Maçarico, Necton e Carmim pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.