Biscotti de Baunilha e Nozes
















Biscotti ou Biscotti di Prato são biscoitos originário de Prato, uma cidade italiana.
Estes têm como particularidade, para além de  não levarem nenhum tipo de fermento ou de gordura, serem cozinhados duas vezes. Primeiro a massa alongada é cozida em forno médio e depois de fatiados são cozidos em forno alto para que a massa desidrate e fiquem crocantes. Aliás, a palavra Biscotti é originária do latim medieval "biscoctus", que significa"cozinhado duas vezes".
A primeira receita de Biscotti está num manuscrito com muitos séculos, agora preservado em Prato, e encontrado pelos estudioso do século XVII. 
Consta também que Plínio, o Velhose gabou de que tais bens seriam comestíveis durante séculos. E, na verdade, eles foram particularmente úteis durante viagens e guerras, pois eles faziam parte da alimentação básica das legiões romanas.





85 g de clara de ovo
75 g de açúcar fino

1 colher de chá de aroma de baunilha (usei da marca Vahiné)
110g de farinha
125g de nozes picadas 
grosseiramente

 
Pré-aqueça o forno a 150ºC.
Prepare uma forma de bolo inglês forrando-a, a toda a volta, com papel vegetal untado com margarina. Em seguida, corte um rectângulo de papel vegetal com a área da forma, unte-o e forre o fundo da mesma.


Comece por bater as claras em castelo e acrescente-lhe o açúcar, aos poucos, até ficar bem incorporado, batendo sempre. Acrescente, depois, o aroma de baunilha, a farinha e as nozes. Envolva muito bem com uma espátula até obter um creme homogéneo e sem grumos.
Verta o preparado na forma e alise a sua superfície. Leve ao forno durante, cerca de, 30 minutos ou até estar ligeiramente dourado por cima. 
Retire do forno, descarte o papel vegetal e, com uma faca de serrilha, corte fatias finas (cerca de 0.5 cm). Coloque as fatias num tabuleiro, umas ao lado das outras, e leve novamente ao forno a 180ºC durante 15-20minutos ou até estarem levemente douradas (e virando-as a meio deste tempo). 
Os biscotti estarão no ponto quando se encontrarem crocantes e ligeiramente dourados. 
Deixe arrefecer e guarde num recipiente hermeticamente fechado.




Para acompanhar estes biscoitos, recomendo:

Porto Adriano Reserva
Ramos Pinto

Este é o vinho do fundador da Casa Ramos Pinto. Este vinho conquistou o Brasil ao ponto do Vinho do Porto ser conhecido apenas por “Adriano”. É um vinho muito agradável e versátil.
O Adriano é um blend de 6 anos de idade. É a partir dos 6 ou 7 anos que o Vinho do Porto começa a precipitar a sua pigmentação vermelha e as nuances de Tawny começam a aparecer.

Notas de Prova:
Cor com notas vermelhas de tawnies semi-evoluídos, com menisco alaranjado, fruto do seu envelhecimento.
Apresenta uma grande densidade, com notas de fruta fresca (cereja e amora). O envelhecimento em carvalho proporciona o aparecimento dos aromas a frutos secos (ameixa e noz) e aromas etéreos e balsâmicos.
O ataque a frutos frescos é intenso e gradual. Equilíbrio perfeito entre a frescura e o envelhecimento. As notas apimentadas provêm da sua maturidade. Na boca é longo, elegante e suave.





Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação destes biscoitos.

O meu muito obrigada à Vahiné Ramos Pinto pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.