Folar de Sardinhas Picantes




















2 conservas de sardinha picante (usei da marca Conservas Pinhais)
25g de fermento de padeiro biológico/fresco
50 ml de leite (usei  o leite meio-gordo da marca Terra Nostra)
90 ml de água morna
400 g de farinha
60 g de manteiga com sal (usei da marca Terra Nostra)
30 g de açúcar amarelo
1 pitada de erva doce e canela (usei da marca Suldouro)
40 g de mel (usei o mel biológico da marca Acushla)
1 ovo grande
1 boa pitada de sal (usei o sal marinho Marnoto)
1 ovo batido
1 fio de azeite (usei o azeite biológico virgem extra da marca Acushla)



Dissolva o fermento na água morna e junte-lhe 125g da farinha, envolva bem e deixe repousar, tapado, por 30 minutos.
Após este tempo, junte a restante farinha à massa-mãe que esteve a repousar e adicione, também, o açúcar, a canela, a erva doce e o sal, misturando-os.
À parte, leve ao lume a manteiga com o mel e o leite até obter uma mistura homogénea e acrescente-a à massa. Adicione, também, os ovos e amasse, sovando, durante uns minutos ou até a massa  se apresentar lisa  e fofa (se necessário, junte mais farinha).
Forme uma bola com a massa, coloque-a num recipiente bem tapado com um pano grosso e deixe levedar, protegida de correntes de ar, até dobrar de volume (cerca de 2 horas).
Após este tempo, estique a massa, em forma de rectângulo, com espessura fina e corte tiras com o mesmo tamanho. Escorra as sardinhas, esmague-as com um garfo e barre, com estas, cada uma das tiras de massa que preparou.
Enrole as tiras de massa, como se fosse um caracol, achate um pouco o folar que acaba de formar e coloque sobre um tabuleiro com papel vegetal. Execute este processo até terminar a pasta de sardinha.
Seguidamente, tape os pequenos folares com um pano e deixe levedar por mais 30 minutos.
Por fim, pincele os folares com o ovo batido e regue,  a superfície do recheio, com algumas gotas de azeite.
Leve ao forno, pré-aquecido a 180ºC, por cerca de 20 minutos ou até a massa estar cozida (faça o teste do palito).




Para acompanhar esta entrada, recomendo:



Volúpia Branco 
Caves do Solar de São Domingos


Castas: Sauvignon blanc (50%), Chardonnay (35%) e Maria Gomes (15%)

Notas de prova:
Aroma intenso e complexo, em que a mineralidade predomina sobre as notas florais e citrinas. Cheio e volumoso na boca, de acidez subtil, revela a fruta em toda a sua plenitude, tornando-se um conjunto de
qualidade única.









Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação desta entrada.

O meu muito obrigada à  Terra Nostra, Acushla, Conservas Pinhais, Necton e Caves do Solar de São Domingos pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.