Canja de Codorniz



















2 codornizes
150 g de massa pevide
1 fio de azeite (usei o azeite virgem extra Monsaraz da marca Carmim)
1 cebola
50 g de alho francês (parte branca)
2 L de caldo de galinha
1 pitada de pimenta branca (usei da marca Margão)
1 ramo de tomilho
1 pitada de sal (usei o sal marinho Marnoto)
6 ovos de codorniz cozidos


Limpe e lave muito bem as codornizes, corte-as em pedaços e reserve. 
Pique a cebola e o alho francês e leve-os a refogar num pouco de azeite até se encontrarem transparentes. Escorra o azeite dos legumes e reduza-os a puré. 
A uma panela, adicione o preparado anterior e o caldo de galinha. Deixe ferver e adicione as codornizes.
Tempere com pimenta e um pouco de tomilho e deixe a carne cozer em lume médio e, quando esta se encontrar tenra, adicione as massas. Deixe a massa cozer, retifique o sal, junte os ovos de codorniz, previamente cozidos, e adicione mais água, se necessário.
Sirva quente polvilhada de tomilho.




Para acompanhar este prato, recomendo:


Aroma das Castas - Alvarinho Trajadura 
Quinta da Lixa


Castas: Alvarinho e Trajadura
Região: Vinhos Verdes

A casta Alvarinho é uma das variedades menos produtivas do mundo. Procure notações de fruta de caroço como o pêssego, esta variedade revela ainda notas de flor de laranjeira conferindo ao conjunto elegância e complexidade.
A casta Trajadura potencia o corpo e o prolongamento, com notações furtadas de pêra. 
Perfeita combinação de duas das mais nobres Castas da região dos Vinhos Verdes. Inspire-se no rótulo e sinta todo o potencial deste vinho equilibrado e e harmonioso.






Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Carmim, Margão, Necton e Quinta da Lixa pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.