Toucinho Conventual



















150 g de amêndoas em farinha
100 ml de água
250 g de açúcar
9 gemas
1 ovo
1 pitada de sal (usei a flor de sal Marnoto)
1/2 colher de chá de canela em pó (usei da marca Suldouro)
Açúcar em pó para polvilhar q.b.
Desmoldante em spay Panol da Sodifer


Comece por levar ao lume a água com o açúcar até formar uma calda que atinja o ponto de pérola (acontece quando, ao mergulhar uma colher de pau na calda e a erguer, escorra um fio espesso e ficar uma gota suspensa na extremidade). Retire do calor, adicione as amêndoas reduzidas a farinha e uma pitada de sal. Envolva muito bem e deixe arrefecer um pouco.
Bata, levemente, as gemas com o ovo e adicione-as, em fio e mexendo sempre, ao preparado anterior. Após tudo estar muito bem misturado e obter um creme homogéneo, leve novamente ao lume para engrossar. Mexendo sempre, com uma vara de arames, deixe atingir o ponto de estrada (acontece quando, ao passar uma colher de pau no fundo do tacho, se formar como que uma estrada que deixe ver o fundo).
Verta a massa para uma forma de 16 dm de diâmetro previamente untada com margarina e polvilhada (usei spray desmoldante) com farinha. Alise a superfície com as costas de uma colher molhada e leve ao forno pré-aquecido a 150ºC por 25 minutos.



Para acompanhar esta sobremesa, recomendo:

Porto Adriano Reserva
Ramos Pinto

Este é o vinho do fundador da Casa Ramos Pinto. Este vinho conquistou o Brasil ao ponto do Vinho do Porto ser conhecido apenas por “Adriano”. É um vinho muito agradável e versátil.
O Adriano é um blend de 6 anos de idade. É a partir dos 6 ou 7 anos que o Vinho do Porto começa a precipitar a sua pigmentação vermelha e as nuances de Tawny começam a aparecer.

Notas de Prova:
Cor com notas vermelhas de tawnies semi-evoluídos, com menisco alaranjado, fruto do seu envelhecimento.
Apresenta uma grande densidade, com notas de fruta fresca (cereja e amora). O envelhecimento em carvalho proporciona o aparecimento dos aromas a frutos secos (ameixa e noz) e aromas etéreos e balsâmicos.
O ataque a frutos frescos é intenso e gradual. Equilíbrio perfeito entre a frescura e o envelhecimento. As notas apimentadas provêm da sua maturidade. Na boca é longo, elegante e suave.







Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação desta sobremesa.

O meu muito obrigada à SodiferSuldouro, Necton Ramos Pinto pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.