Gratinado de Maruca com Fiambre e Banana

















400 g de postas de maruca (usei a maruca congelada da marca Frip)
Sumo de limão q.b.
1 pitada de pimenta branca
Sal q.b.
1 fio de azeite (usei o azeite virgem extra Monsaraz da marca Carmim)
4 bananas
4 fatias de fiambre (usei o fiambre da perna extra Nobre Cuida-t +)
Farinha q.b.
Pão ralado q.b. (usei da marca Rialto)

Molho Branco:

400ml de leite (usei o leite-meio gordo Terra Nostra)
40g de margarina
40g de farinha
1 pitada de noz-moscada
1 pitada de pimenta branca  (usei da marca Margão)
Sal q.b.(usei o sal marinho Marnoto)



Comece por retirar a espinha central ás postas de maruca, corte-as a meio e depois em pedaços com 1,5 cm de espessura (poderá, opcionalmente, usar as espinhas para fazer uma sopa). Tempere-as com sal, pimenta branca, sumo de limão e regue com um pouco de leite. Deixe marinar por 2 horas ou, se possível, de um dia para o outro.
Passe os pedaços de peixe por farinha, sacudindo bem o excesso. 
Aqueça o azeite e, quando quente, aloure os filetes de ambos os lados e em lume médio. Disponha-os de seguida, num tabuleiro cerãmico fazendo,assim, a primeira camada do gratinado.
Entretanto, pré-aqueça o forno a 180ºC e prepare o molho branco e prepare o molho branco.
Ao mesmo tempo, descasque as bananas corte-as ao meio e novamente ao meio no sentido do comprimento. 
Sobre o peixe, adicione fatias de fiambre e cubra com o molho que preparou, alisando a sua superfície. Adicione os pedaços de banana, lado a lado, e cubra, abundantemente, com o pão ralado.
Leve ao forno a gratinar por, cerca de, 15-20 minutos.
Sirva com arroz de passas.

Molho Branco:
Comece por aquecer o leite, sem deixar ferver. 
Num outro tacho derreta a manteiga em lume brando, e junte a farinha a pouco e pouco, mexendo bem com uma colher de pau. Vá juntando o leite, pouco de cada vez, mexendo sempre com uma vara de arames para que não crie grumos. Continue sempre a mexer até sentir que o molho começa a engrossar. Quando se começarem a formar as primeiras bolhas da fervura, pare de mexer e deixe cozinhar até ficar ligeiramente espesso. Tempere com sal, pimenta e um pouco de noz moscada e deixe cozinhar mais um pouco.





Para acompanhar este prato, recomendo:

Gouveio

Monsaraz - Alentejo Doc
CARMIM

Casta: Gouveio (100%)

Após a selecção das uvas nas vinhas dos nossos associados, procede-se à vindima manual daquela que será a matéria-prima deste vinho. Chegadas à adega são descarregadas e imediatamente desengaçadas e esmagadas. Após prensagem procedemos a uma clarificação por decantação. A temperatura é então regulada para 16ºC durante a fermentação alcoólica.

Finda a fermentação o vinho passa por um processo de “batonnage” em depósito inox durante alguns meses. Findo o estágio o vinho é cheio no início da Primavera.
Vinho de aspecto cristalino, cor amarela palha com alguns tons esverdeados, aroma de fruta tropical em especial maracujá e manga. Na boca possui bom volume e equilíbrio com excelente frescura e final intenso.






Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Frip, Terra Nostra, Nobre, Rialto, Margão, Necton Carmim pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.