Polvo à Lagareiro





















1 kg de polvo (usei o polvo congelado da marca Frip)
1 folha de louro (usei da marca Suldouro)
1 cebola média + 1 pequena
5 dentes de alho
1/2 litro de azeite de qualidade (usei o azeite virgem extra Monsaraz da marca Carmim)
600 g de batatas pequenas com casca
1/2 raminho de salsa fresca, picada
Sal q.b. (usei o sal marinho Marnoto)
Azeitonas mistas retalhadas com ervas aromáticas da Maçarico

Lave muito bem o polvo em água abundante para retirar a areia que ainda poderá ter. Aconselho a usar polvo congelado pois, deste modo, não ficará rijo após o cozimento. 
Coza o polvo em água temperada com sal, uma cebola inteira (pequena) por 45 minutos ou até se apresentar tenro (deve espete-lo com um garfo afim de confirmar se está cozido). 
Enquanto isto, lave muito bem as batatas, sem lhes tirar a casca, e adicione-as a um tabuleiro cerâmico. Salpique-as, abundantemente, com sal e leve ao forno, pré-aquecido a 200ºC, até assarem. Quando prontas, transfira-as para uma tábua de cozinha e, colocando um pano sobre estas, dê-lhes murros, de modo a racha-las ligeiramente. 
Num tabuleiro cerâmico maior, disponha o polvo cozido cortado em pedaços e as batatas a murro, adicione a folha de louro e envolva. 
Sobre estes, acrescente uma cebola em pedacinhos e os dentes de alho também picados. Corte a salsa em tirinhas ou pique-a e salpique sobre o preparado. Por último, regue, generosamente, com azeite. Leve ao forno até tostar por, aproximadamente, 20 minutos.




Para acompanhar este prato, recomendo:

Gouveio

Monsaraz - Alentejo Doc
CARMIM

Casta: Gouveio (100%)

Após a selecção das uvas nas vinhas dos nossos associados, procede-se à vindima manual daquela que será a matéria-prima deste vinho. Chegadas à adega são descarregadas e imediatamente desengaçadas e esmagadas. Após prensagem procedemos a uma clarificação por decantação. A temperatura é então regulada para 16ºC durante a fermentação alcoólica.

Finda a fermentação o vinho passa por um processo de “batonnage” em depósito inox durante alguns meses. Findo o estágio o vinho é cheio no início da Primavera.
Vinho de aspecto cristalino, cor amarela palha com alguns tons esverdeados, aroma de fruta tropical em especial maracujá e manga. Na boca possui bom volume e equilíbrio com excelente frescura e final intenso.






Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Frip, Maçarico, Suldouro, Necton Carmim pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.