Torta de Maracujá


















9 c. de sopa de polpa de maracujá (cerca de 8-10 maracujás roxos)
275 g de açúcar
1 c. sopa de amido de milho
75 g de manteiga derretida (usei da marca Terra Nostra)
8 ovos
Água q.b.
Desmoldante em spray Panol da Sodifer

Molho:
4 c. sopa de polpa de maracujá com sementes
250 ml de água
2 c. sopa de açúcar
1 c. chá de amido de milho


Pré-aqueça o forno a 180º C.
Forre um tabuleiro retangular (de 30x24 cm ou medidas semelhantes) com papel vegetal e unte-o bem (eu usei spray desmoldante).
Adicione a polpa dos maracujás a um recipiente medidor e preencha o restante com água até fazer os 200ml.  Envolva e leve o preparado ao lume, mexendo com uma vara de arames para que as sementes se soltem da polpa. Após ferver por 3 minutos, e mexendo sempre, retire do lume e coe para descartar as sementes. Volte a medir o sumo obtido e acrescente mais água para obter os 200 ml. Deixe arrefecer.
À parte, misture o açúcar, o amido de milho e os ovos, envolvendo-os muito bem. Junte a manteiga derretida, bata para incorporar e, finalmente, adicione o sumo de maracujá coado. Bata novamente para obter uma mistura homogénea.
Verta esta massa para o tabuleiro que preparou e leve ao forno por 20-25 minutos.
Quando pronta (verifique espetando um palito na massa), vire-a sobre um pano polvilhado com açúcar e enrole com a ajuda do mesmo. Deixe-a arrefecer assim e, depois de fria, transfira-a para uma torteira. Regue com o molho de maracujá e leve ao frigorífico por 1 hora antes de servir.

Retire a polpa aos maracujás e deixe ficar as sementes. Dissolva o amido num pouco da água indicada e adicione a restante a um tacho. Junte-lhe o açúcar e a polpa de maracujá e leve a lume brando. Mexa e deixe ferver por 2-3 minutos, acrescente o amido, envolva com uma vara de arames e deixe espessar um pouco.




Para acompanhar esta sobremesa, recomendo:


Porto Lágrima
Ramos Pinto

Uvas provenientes de zonas onde atingem elevado grau de maturação e sujeitas a uma forte maceração pelicular, segundo a antiga tradição do Vinho do Porto.

Notas de Prova:
Cor predominantemente ouro.
Dentro do seu fruto e doçura característicos, sobressaem aromas de tipo floral: camomila e flor de laranjeira, com toques de mel.
Paladar adamado, glicerinado, com fruta madura, envolvida por uma intensidade fresca. Final de boca de sabor gordo e persistente, com um agradável toque de mel.









Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação desta sobremesa.

O meu muito obrigada à Terra Nostra, Sodifer e Ramos Pinto pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.