Lombinho de Porco Preto com Molho de Tangerina























500 g de lombinho de porco preto (usei da marca Paladares Alentejanos)
Sumo de limão q.b.
Sal q.b.

Molho de Tangerina:
30 ml de vinho do Porto branco (usei o Porto Fine White da Quinta do Estanho)
1 cebola 
4 dentes de alho
1 colher de sopa de mel
40 ml de azeite
Sumo de 2 tangerinas
2/3 c. chá de pimentão doce (usei da marca Margão)
1 pitada de pimenta (usei da marca Margão)
Tomilho fresco q.b.
Sal q.b.

Puré de Maçã Aromático:
500 g de maçãs Royal Gala (já descascadas e sem caroço)
30g de manteiga (usei da marca Terra Nostra)
2 c. sopa de vinho branco
Pimenta branca q.b.
1/2 pau de canela (usei da marca Margão)



Comece por temperar os lombinhos com sal e sumo de limão e deixe-os marinar por 3 horas (ou durante a noite).
Pré-aqueça o forno a 180ºC e prepare o molho de tangerina, juntando, num pequeno recipiente, todos os ingredientes com exceção do sal e do tomilho. Misture muito bem para obter um molho homogéneo, se necessário aqueça-o para misturar melhor.
Coloque a carne num tabuleiro refratário e regue-a com o molho que preparou, adicione um pouco mais de sal e polvilhe com algumas folhas de tomilho.
Leve ao forno e, enquanto assa, vá regando com o molho para que este não seque.
Quando estiver quase assado, parta-o em fatias e regue com o restante molho. Leve ao forno por mais 10 minutos e sirva com o puré de maçã.

Puré de Maçã Aromático:
Descasque as maçãs, retire o caroço e corte-as em pedaços. 
Leve ao lume a manteiga, deixe-a derreter e junte-lhe o pedaço de canela. Acrescente os pedaços de maçã, mexa e envolva bem, deixando cozinhar, assim, durante 3 minutos. Retire o pau de canela, regue com o vinho branco, mexa bem, tape e deixe cozer a maçã em lume brando até que esta se desfaça. Por fim, tempere com pimenta branca e sirva.




Para acompanhar esta entrada, recomendo:


Tinto DOC 2011 - Quinta do Estanho


É um vinho do Douro tinto, produzido a partir das castas Touriga Francesa, Tinta Roriz, Barroca e Mourisco.
Vinificado em lagares de granito com curtimenda prolongada e envelhecido em cascos de carvalho durante três anos.

Aroma complexo a frutos vermelhos, estando bem presente o aroma redutor do envelhecimento em garrafa, que começa a sobrepor-se à madeira bem integrada. Na boca revela-se excelente, macio e complexo, com taninos redondos e tem um final de boca persistente.





Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação desta entrada.

O meu muito obrigada à Paladares Alentejanos, Terra Nostra, Margão e Quinta do Estanho pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram