Risotto de Cogumelos e Bacon



















200 g de arroz para risotto (usei da marca Oriente Rice)
1 cebola pequena
1 dente de alho
100 g de bacon (usei o bacon extra em quartos da marca Sicarze)
1 fio de azeite (usei o azeite biológico virgem extra da marca Acushla)
200 g de mistura de cogumelos frescos (usei partes iguais de shitaki, paris, pleurotos e shimeji)
600 ml de caldo de carne quente
50 ml de vinho branco de qualidade (usei o vinho Loureiro da Quinta da Lixa)
Tomilho q.b.
1 pitada de sal (usei a flor de sal Marnoto)
1 pitada de pimenta (usei da marca Margão)
1 c. de sopa de manteiga (usei da marca Terra Nostra)
Queijo parmesão q.b.



Comece por lavar os cogumelos, fatie metade deles e deixe outra metade inteiros (caso não sejam muito grandes). Retire o courato ao bacon e corte-o em cubinhos. Reserve.
Aqueça o azeite num tacho largo, junte-lhe a cebola e o alho bem picados e deixe amolecer. Acrescente a mistura de cogumelos e o bacon, envolva e deixe cozinhar, em lume médio, por 2 minutos. Junte-lhe o arroz, deixando refogar um pouco até que este se encontre translúcido. Regue com o vinho e deixe-o evaporar, mexendo.
Adicione uma concha do caldo de carne quente, mexa e, quando todo o líquido evaporar, acrescente mais uma concha do caldo.
Tenha em atenção que, o caldo adicionado, deverá ser apenas o suficiente para que o arroz fique cremoso. A melhor forma é ir adicionando o caldo, concha por concha, e à medida que ele vai pedindo mais, mexendo, sem parar, até o arroz ficar al dente. 
Quando o arroz estiver quase pronto, retifique o sal e tempere com pimenta.
Retire do lume, junte e envolva a manteiga, e sirva de imediato polvilhado com um pouco de tomilho fresco e acompanhado de queijo parmesão, ralado no momento.


Para acompanhar este prato, recomendo:



Quinta da Lixa Tinto
Vinhão

Castas: Vinhão
Região: Vinhos Verdes

Vinhão é uma casta tinta de qualidade, característica da região dos Vinhos Verdes.
A variedade Vinhão originou este vinho carregado de cor rubi violáceo, notas frescas de bagos negros como amora, ligeiras notas vegetais, resinosas e balsâmicas.
Boca vibrante de dimensão média e longa presença,de paladar jovem, fresco, elegante e acidez perfeita.








Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à SicarzeNovarrozAcushla, Terra Nostra, Margão, Necton Quinta da Lixa pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.