Folar de Cavalinhas Primavera





















3 conservas de cavalinhas primavera da La Gondola
450 g de farinha 
32 g de fermento de padeiro fresco (usei 1 saqueta de fermento de padeiro Vahiné)
25 g de açúcar
2 ovos
65 g de azeite (usei o azeite transmontano Casa dos Pradas que pode adquirir na Escrinho)
20 g de banha de porco (ou um substituto vegetal)
30 g de manteiga (usei a manteiga com sal transmontana da Lacticínios do Paiva)
50 ml de leite 
1 pitada de canela em pó (usei da marca Margão)
1/2 c. chá de erva doce em pó 
1 c. chá (mal cheia) de sal  (usei o sal marinho Marnoto)
1 haste pequena de tomilho ou alecrim



Comece por aquecer 100 ml de água e adicione-lhe o fermento, o sal e uma pitada de açúcar. Deixe-o dissolver completamente e junte 150 g da farinha indicada na receita. Amasse e vá adicionando mais farinha até que a massa não grude nas mãos. Forme uma bola, coloque a massa num recipiente e tape-o com um pano, deixando levedar até dobrar de volume (cerca de 1 hora).
Entretanto, misture a manteiga com o azeite e a banha, leve ao lume, junte o tomilho e deixe derreter.
Quando amornar, descarte o tomilho e adicione as gorduras à massa levedada juntamente com a restante farinha e os ovos. Misture bem estes ingredientes e acrescente o leite e o açúcar. Amasse bem até obter uma massa elástica, que não cole muito nas mãos e que não se apresente seca (se necessário, junte mais farinha).
Forme novamente uma bola, tape com um pano e deixe levedar por duas horas ou até dobrar o seu volume.
Entretanto, unte diversos ramekins com margarina e unte-os com farinha. 
Esmague as cavalinhas com o o próprio molho da lata e reserve,
Forme bolinhas de massa com 50g, ou medidas aproximadas, achate-as, passe-as levemente por farinha, de ambos os lados, e forme círculos com o diâmetro dos ramekins que usar.
Coloque um círculo de massa no fundo de cada ramekin, adicione uma porção da mistura de cavalinhas, cubra com outro círculo de massa e acalque bem as pontas das duas para que estas unam. Siga este processo até encher o ramekin, tendo em conta que a última camada deve ser de massa.Volte a tapar com um pano e deixe levedar mais uma hora.
Assim que cresçam, leve-os ao forno, pré-aquecido a 180ºC, e deixe cozer 20-25 minutos.
Depois dos folares cozidos, desenforme com cuidado e sirva morno ou frio.






Para acompanhar esta entrada, recomendo:


Tinto DOC 2011 - Quinta do Estanho


É um vinho do Douro tinto, produzido a partir das castas Touriga Francesa, Tinta Roriz, Barroca e Mourisco.
Vinificado em lagares de granito com curtimenda prolongada e envelhecido em cascos de carvalho durante três anos.

Aroma complexo a frutos vermelhos, estando bem presente o aroma redutor do envelhecimento em garrafa, que começa a sobrepor-se à madeira bem integrada. Na boca revela-se excelente, macio e complexo, com taninos redondos e tem um final de boca persistente.





Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação desta entrada.

O meu muito obrigada à La Gondola, Lacticínios do Paiva, Escrinho, Vahiné, Margão, Marnoto e Quinta do Estanho pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.