Panquecas de Baunilha com Mirtilos


















225 g de farinha
300 ml de leite  meio gordo Terra Nostra
2 c. de chá de fermento pó Royal
1 c. chá de açúcar baunilhado (usei o açúcar glacé baunilhado da Royal)
5 c. de sopa de açúcar
2 ovos
1 c. chá de aroma de baunilha (usei da marca Vahiné)
2 c. sopa de manteiga, derretida, Terra Nostra
125 g de mirtilos


Num recipiente junte todos os ingredientes pela ordem indicada com excepção da manteiga que só deve ser adicionada no momento de fazer as panquecas. Mexa muito bem tendo o cuidado de não deixar grumos na massa. Tape com um pano e deixe descansar por uma hora.
Após este tempo, junte à massa a manteiga derretida e envolva muito bem. Junte também os mirtilos e mexa delicadamente.
Coloque ao lume uma frigideira anti-aderente e, em lume brando, adicione 2 colheres de sopa de massa no centro da mesma. Quando perceber que se formam bolhas na panqueca é porque está pronta a ser virada. Vire a panqueca e cozinhe do outro lado. Execute este processo até já não lhe restar massa.
Sirva as panquecas mornas ou frias.




Para acompanhar esta sobremesa, recomendo:


Late Bottled Vintage (LBV) 2009 - Quinta do Estanho

Espuma: Avermelhada
Aroma: Limpo e agradável, com leves notas achocolatadas

Sabor: Limpo e agradável, com taninos equilibrados, denotando ainda um frutado agradável



Vinho do Porto de excepcional qualidade, de uma só colheita oriunda de uvas tintas das castas Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca, Tinta Roriz, entre outras.


Verificado com especial rigor, envelhece em tonéis de madeira até ao 4º ou 6º ano e depois em garrafa.



Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação desta sobremesa.

O meu muito obrigada à Royal, Terra NostraVahiné Quinta do Estanho pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.