Magret de Pato com Chutney Picante de Manga e Côco












2 peitos de pato Marinhave/Quinta da Marinha
1 pitada de pimenta branca Margão
Flor de sal Marnoto
1 pau de canela grosso Margão
1 flor de anis
100 g de açúcar
100 ml de água
1. c. sopa de vinagre de manga Paladin
1 manga grande e bem madura
1 c. chá de côco ralado
2 c. sopa, rasas, de manteiga Lacticínios do Paiva
Flocos de piripiri


Comece por dar golpes na pele do pato de modo a formar losangos e chegando até à carne.
Tempere com flor de sal e pimenta branca, reservando por 1 hora.
Sobre uma frigideira quente, adicione os peitos de pato com a pele virada para baixo. Cozinhe por 8 minutos ou até a pele dourar e apresentar-se crocante. Vire os peitos do outro lado e deixe cozinhar do outro lado por mais 8 minutos.
Enquanto isto, leve ao lume a água com o pau de canela, a flor de anis e o açúcar. Mexa e deixe ferver por 3 minutos.
Derreta a manteiga e junte-lhe a manga em pequenos pedaços, deixe cozinhar até que a fruta comece a desfazer-se. Junte o côco ralado, o piripiri e a calda de açúcar, Descarte as especiarias e reduza o molho a puré.
Fatie o peito de pato e regue-o com o chutney.





Para acompanhar este prato, recomendo:


O Tal da Lixa - Sparkling
Quinta da Lixa

Castas: Arinto e Avesso
Classificação: IG Minho

Processo de vinificação: Obtido pelo método de Charmat, trata-se de um Espumante Extra-Seco, que teve por base Vinho Regional Minho Branco, elaborado a partir das castas Avesso e Arinto.
Notas de Prova: Apresenta uma cor citrina, com aromas frutados e uma complexidade muito agradável. A bolha fina e persistente mostra bem a qualidade deste Espumante.






Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Marinhave,  Lacticínios do Paiva, Paladin, Margão, Marnoto Quinta da Lixa pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.