Peixe à Parmegiana















500 g de filetes de pangasius/panga Pescanova
1/4 de limão, em sumo
2 dentes de alho
1 pitada de pimenta branca Margão
Sal q.b.
1 ovo grande, batido
Farinha
Pão ralado q.b. Rialto
Óleo para fritar

Molho de tomate italiano:
1 cebola picada
2 c. sopa de azeite extra virgem Casa Soares de Albergaria
1 dente de alho picado
2 c. chá de concentrado de tomate Compal
400 g de tomate triturado Compal
1 c. chá de açúcar
1/2 c. chá de manjericão seco
1/2 c. chá de oregãos secos Margão
1 folha de louro
1 pitada de pimenta branca
Sal q.b.

200 g de queijo de vaca curado Ponte Nova Reserva Martins & Rebelo
Oregãos secos q.b.
Batatas para fritar


Comece por cortar os filetes de panga ao meio e tempere-os com o sumo de limão, dentes de alho, sal e pimanta branca. Deixe-os marinar por duas horas.
Escorra o peixe e passe-o pela farinha, depois pelo ovo batido e, por fim, pelo pão ralado.
Frite-o em óleo quente, dourando os panados de ambos os lados. Transfira para papel absorvente e reserve.
Num tabuleiro de forno, adicione uma boa porção de molho de tomate italiano e cubra com os panados de peixe. Adicione o queijo cortado grosseiramente e polvilhe com oregãos.
Leve ao forno, previamente aquecido a 200ºC, durante 20 minutos ou até gratinar.
Acompanhe com batatas fritas em palitos finos (usei a mandolina Borner para cortar finos e perfeitos) temperadas de sal.

Molho de tomate italiano:
Descasque e pique a cebola e o dente de alho. Leve-os a refogar no azeite, junte o tomate em pedaços pequenos e deixe ferver em lume brando durante 15 minutos, sem tapar. Tempere com o açúcar (não esqueça de adicionar o açúcar porque é ele que retira a acidez do tomate e torna o molho saboroso), o sal, louro e a pimenta, deixando cozer mais 10 minutos. Junte então as ervas aromáticas e continue a cozer o molho durante mais 10 minutos. Misture então o concentrado de tomate mexendo bem. O molho não deve ficar muito fluido, portanto, se isto acontecer, junte mais um pouco de concentrado de tomate. Estará no ponto quando o molho tornar-se espesso e uniforme. Por fim, retire a folha de louro e passe o molho pela varinha mágica.





Para preparar esta receita usei o o cortador de legumes/mandolina V3 da Borner que pode adquirir na loja online Borner.

Fiz palitos de batata finos e perfeitos.









Para acompanhar este prato, recomendo:
Conde Vilar
Quinta das Arcas
Rosé

Denominação: DOC vinho verde
Ano: 2015
Castas: Espadeiro



Visual: Muito equilíbrio entre o alcool e a acidez. Cremoso e macio.
Aroma: : Frutado e fresco. Aromas de frutos de baga vermelhas com predominancia para o morango e a framboesa.
Paladar: Muito equilíbrio entre o alcool e a acidez. Cremoso e macio.

Visite a loja online: www.quintadasarcas.com/lojadaquinta/





O meu muito obrigada à Pescanova, Martins & Rebelo, Casa Soares de Albergaria, Compal, Margão, Rialto e Quinta das Arcas pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.