Pita Shoarma de Porco












Shoarma:
0,5 Kg de carne de porco em cubinhos
1 alface (cortada em juliana)
6/8 pães pita
1 colher de sopa sumo de limão
1 colher de sopa de óleo de amendoim
1 colher de sopa de banha de porco
Flor de sal Marnoto

Mistura de especiarias:
1 c. sopa de cominhos em pó
1 c. sopa de coentros em pó
1 c. sopa de alho em pó
1 c. chá de açafrão em pó Margão
1 c. chá de gengibre em pó Margão
1 c. chá de pimenta preta em pó
1/2 c. chá de canela em pó Margão
1/2 c. chá de paprika em pó Margão
1/2 c. chá de cravinho em pó
1/2 c. chá de pimenta de cayenne em pó

Molho de alho:
6 c. sopa de maionese Paladin
8 c. sopa de natas
1/2 c. sopa de cebolinho
1/2 c. sopa de salsa em pó
4 c. chá de sumo de limão
2/3 c. chá de alho em pó
água (conforme a consistência que desejar)



Preparação da mistura de especiarias: 
Num recipiente, junte os ingredientes e misture-os muito bem com uma colherzinha. A quantidade de especiarias que vai render dará para duplicar a receita de Pita Shoarma. Se não utilizar tudo guarde a mistura de especiarias num frasquinho para usar da próxima vez.

Preparação do Shoarma:

1- Corte a carne em tirinhas ou em cubinhos (se a carne estiver um pouco congelada é muito mais fácil ou pode comprar carne para strogonoff que é mais prático). 
Após a carne estar cortada, coloque-a num recipiente largo, colocando 2 colheres de sopa do preparado de especiarias, que foi previamente reservado, 1 colher de sopa de óleo e 1 colher de sopa de sumo de limão. Envolva a carne muito bem no preparado de sumo de limão e óleo. Coloque o recipiente dentro do frigorífico, tapando-o (usei película aderente) e deixando-o lá 24h para que a carne tome gosto (sim, tem de ser mesmo 24 horas ou o sabor não será o mesmo).

2- Após as 24 horas, retire a carne do frigorífico e tempera-se com sal e picante (se preferir muito picante, eu não ponho porque sem ele já fica um pouco picante). 
Coloque 1 colher de banha de porco, bem cheia, numa frigideira e deixa-se derreter, sem deixar a mesma aquecer demais. Acrescente a carne e deixe-a cozinhar em lume brando.
Paralelamente, lave 4 a 5 folhas de alface, escorra-as e corte-as em juliana. 

3- Coloque o pão pita na torradeira durante 1 minuto, abra-o com cuidado e coloque, alternadamente, uma porção da alface em juliana, o molho de alho (ou o molho shoarma) e em seguida o preparado de carne, e assim sucessivamente, até o pão estar cheio, tendo o cuidado de terminar com uma camada de alface com molho.

Molho de alho:
Num recipiente coloque as natas com o sumo de limão e aguarde 15 minutos ou até que estas talhem, isto preparado irá transformar-se em natas azedas (sour cream).
À parte misture os restantes ingredientes e quando as natas estiverem no ponto adicione-as também. A água deve ser adicionada conforme a consistência que desejar. Entretanto, mexa muito bem o molho com uma vara de arames, e prove para que saiba se é necessários ajustar os ingredientes (caso queira um sabor mais intenso a alho ou a limão adicione mais mais um pouco destes ingredientes).
Como este molho tem tendência a ficar ainda mais saboroso com o passar das horas, aconselho que o façam de véspera (ou guardá-lo no frigorífico durante 24 horas entes de ser consumido), mas para tal, terão de o ajustar em termos de consistência, ou seja, se após as horas em que esteve guardado no frigorífico o molho se encontrar demasiado espesso, devem colocar um pouco mais de água antes de servir (mais 2/3 colheres de água, aproximadamente). Se ficar um pouco líquido adicione 1 colher de maionese.





Para acompanhar este prato, recomendo:


Pontual Wines 
PLC - Companhia de Vinhos do Alandroal
Syrah

Castas: Syrah 
Região: Alentejo
Enólogos: Paolo Fiuza Nigra / Dinis Gonçalves


Prova 


Cor violeta-escura, aroma intenso, sobressaindo frutos do bosque pretos bem maduros com notas de especiarias. A boca confirma a presença de fruta bem madura, taninos fortes e bem moldados, com um final longo e persistente.





Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Paladin, Margão, Marnoto e Pontual Wines pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.