Açorda de Paloco com Tomate e Pimentos












400 g de migas  salgadas secas de paloco da Constantinos
1 pão tipo alentejano médio
1 cebola grande
6 dentes de alho
100 ml de azeite
1 lata de tomate picado Valfrutta
1 frasco de pimentos grelhados Ponti
1 c. chá de oregãos desidratados
1 pitada de pimenta branca Margão
Coentros frescos q.b.
Flor de sal Marnoto


Comece por demolhar as migas de paloco durante a noite, mudando a água por duas vezes.
Transfira as migas para um tacho, cubra-as com água e deixe ferver por 5 minutos. Após este tempo, escorra as migas, guarde a água e deixe arrefecer.
Corte uma tampa ao pão e retire todo o miolo, formando uma espécie de tigela com a carcaça do mesmo (desfaça a tampa do pão em pequenos pedaços). Coloque o pão desfeito, e o miolo, num recipiente e cubra-o com a água de cozer o paloco.
Aqueça o azeite e junte-lhe a cebola em meias luas e os dentes de alho laminados, deixe-os amolecer e acrescente o tomate picado e os pimentos picados grosseiramente. Tempere com sal, pimenta e oregãos e deixe cozinhar por 8 minutos.
Adicione as migas cozidas e o pão, bem escorrido (esprema-o entra as mãos para retirar o excesso de água) e misture muito bem, retifique os temperos, junte coentros bem picados e sirva dentro do pão.




Para acompanhar este prato, recomendo:


Alvarinho - Pouco Comum  
Branco
Quinta da Lixa

Castas: Alvarinho 
Região: Vinhos Verdes

Da mais nobre e conhecida casta Portuguesa foi produzido este vinho num ano de excepcional qualidade. Aroma intenso, elegante e muito atractivo com notas florais, frutadas e nuances limonadas, num conjunto de grande carácter e finura. Fruto tropical na boca, acidez bem enquadrada com o fruto. Final longo.





Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Constantinos, Valfrutta, Ponti, Margão, Marnoto Quinta da Lixa pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.