Trouxas de Marisco















Crepes:
500 ml de leite, meio gordo, Terra Nostra
240 g de farinha
60 g de manteiga, derretida, Terra Nostra
1 pitada de açúcar
1/2 c. chá de sal fino
100 g de ovo liquido pasteurizado Dovo (equivalente a 2 ovos M) da Derovo 

Recheio:
200 g de miolo de camarão grande Pescanova
1 embalagem de delícias do mar
1/2 cebola pequena
2 dentes de alho
Flor de sal Marnoto
1 pitada de pimenta branca Margão
1 fio de azeite
3 c. sopa de preparado para sopa de cebola
100 g de queijo gourmet Terra Nostra
100 ml de natas
Cebolinho fresco biológico Aroma Alentejo (adquirir contatando por aqui)



Comece por fazer os crepes dissolvendo a farinha no leite até não encontrar grumos. Junte o sal, o açúcar e os ovos, misturando-os muito bem. Por fim, adicione a margarina derretida e envolva até obter um preparado homogéneo. Tape com um pano e deixe assim por 30 minutos.
Leve a aquecer uma frigideira anti-aderente de tamanho grande, adicione-lhe um pouco de margarina e deixe-a derreter. Deite uma concha de massa na frigideira e gire-a de modo a cobrir todo o fundo. Deixe cozinhar, volte o crepe e coza do outro lado. Reserve os crepes num lugar aquecido.
Aqueça um fio de azeite e junte-lhe a cebola e os dentes de alho muito bem picados. Deixe amolecer e acrescente o camarão e as delícias do mar cortadas em cubos. Tempere com flor de sal e pimenta e salteie, em lume brando, até ganharem cor. Acrescente o preparado para sopa de cebola, o queijo picado grosseiramente e as natas, envolva e deixe o molho engrossar. Junte cebolinho picado e envolva delicadamente.
Ao centro de cada um dos crepes, coloque uma porção da mistura de marisco e dobre o crepe como se fosse uma trouxa. Prenda com palitos e sirva quente ou frio.






Para acompanhar este prato, recomendo:

Terras do Minho
Branco
Quinta da Lixa

Castas: Loureiro, Trajadura e Arinto
Região: Vinhos Verdes

Este vinho provém de castas tradicionalmente utilizadas para a região demarcada dos Vinhos Verdes, em particular na Sub-Região do Sousa.
Com a qualidade característica desta zona privilegiada, este vinho autêntico e genuíno, distingue-se pela riqueza do seu paladar e aroma.




Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Pescanova, Terra Nostra, Aroma Alentejo, Derovo, Margão, Marnoto e Quinta da Lixa pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.