Línguas de Bacalhau com Molho Tártaro











500 g de línguas de bacalhau Constantinos
2 dente de alho
Farinha q.b.
100 g de ovo liquido pasteurizado Dovo (equivalente a 2 ovos M) da Derovo 
Óleo para fritar

Molho tártaro:
2 ovos cozidos Dovo da Derovo
100 g de pickles
10 c. sopa de maionese Heinz
Sumo de limão q.b.
Salsa fresca picada, biológica, Aroma Alentejo (adquirir contatando por aqui)
1 pitada de pimenta branca Margão
Flor de sal Marnoto


Comece por lavar as línguas de bacalhau em água corrente e deixe-as de molho, em água fria, até perderem o excesso de sal (cerca de 1 hora), mudando a água por três vezes.
Leve água a ferver com 2 dentes de alho laminados e junte-lhe as línguas de bacalhau, deixando-as ferver durante 10 minutos. Escorra-as bem, passe-as por farinha e depois pelos ovos batidos.Frites as línguas de bacalhau em óleo, bem quente, até dourarem de ambos os lados. Transfira-as para papel absorvente para libertarem o excesso de gordura.
Enquanto isto, prepare o molho olho tártaro picando, muito bem os pickles e os ovos cozidos. Junte-lhes a salsa, também picada, e a maionese. Tempere com sumo de limão, sal e pimenta e envolva.
Sirva as línguas de bacalhau com o molho tártaro.






Para acompanhar este prato, recomendo:

Terras do Minho
Branco
Quinta da Lixa

Castas: Loureiro, Trajadura e Arinto
Região: Vinhos Verdes

Este vinho provém de castas tradicionalmente utilizadas para a região demarcada dos Vinhos Verdes, em particular na Sub-Região do Sousa.
Com a qualidade característica desta zona privilegiada, este vinho autêntico e genuíno, distingue-se pela riqueza do seu paladar e aroma.




Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Constantinos, Aroma AlentejoDerovo, Heinz (JMD), Margão, Marnoto e Quinta da Lixa pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.