Malassadas









580 g de farinha
2 saquetas (de 4,2 g cada) de fermento de padeiro Vahiné
50 g de açúcar
35 g manteiga Terra Nostra
120 ml de leite, meio gordo, Terra Nostra
120 ml de sumo de laranja
190 g de ovo liquido pasteurizado Dovo (equivalente a 4 ovos M) da Derovo
25 ml de aguardente
Açúcar q.b.
1 pitada de sal
Canela moída Margão


Comece por misturar o leite com o sumo de laranja, a pitada de sal, o açúcar e o fermento. Reserve por 10 minutos.
Coloque a farinha num recipiente largo e faça uma cova no centro da mesma. Adicione-lhe a mistura de fermento, a manteiga, previamente derretida, os ovos batidos, e a aguardente.
Amasse bem, usando as mãos, até obter uma massa elástica e homogénea (se esta se encontrar demasiado líquida, junte mais farinha). Forme uma bola com a massa, tape-a e deixe levedar por duas horas ou até dobrar de volume.
Com as mãos untadas de óleo, vá tirando pequenos pedaços de massa, dê-lhes uma forma arredondada e estique-a suavemente até ficar mais fininha no centro. Coloque-as no óleo quente e vire-as, assim que dourarem, para fritarem também do outro lado. 
Polvilhe-as, ainda quentes, com açúcar e canela.

Nota: Esta receita é tradicional de S. Miguel, marcando presença no Carnaval dos Açores. Rende 25 malassadas.



Para acompanhar esta sobremesa, recomendo:

Porto Vintage 1997
Quinta do Estanho

Côr: Tinto
Espuma: Rosada
Aroma: Limpo, nobre e frutado
Sabor: Limpo. harmonioso e persistente
Qualidade: Muito Boa

Vinho Vintage com uma excelente evolução de envelhecimento na garrafa, denotando-se já uma febre de garrafa. Vintage ainda com força para continuar a envelhecer.




Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação desta sobremesa.

O meu muito obrigada à Terra Nostra, Derovo, Vahiné, Margão e Quinta do Estanho pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.