Creme de Camarão com Whisky








400 g de camarões black tiger 16/20 Frijobel
150 g de batatas
80 g de tomate triturado Compal da Horta
2 cebolas médias
2 dentes de alhos
1 dl de azeite
1 c. sobremesa de whisky
Molho de piripiri (usei o de piripiri extra picante Paladin)
1 ramo de coentros frescos biológicos, Bio Aroma Alentejo (adquirir contatando por aqui)
2 L de água
Sal (usei a flor de sal Marnoto)
Pimenta Margão
Croutons Rialto



Com Robot de cozinha KCook Multi da Kenwood
Comece por descascar os camarões e retire-lhes as cabeças.
Coloque a lâmina de corte na taça da kCook Multi e junte-lhe o azeite, junte-lhe as cebolas e os dentes de alho, as cascas e cabeças dos camarões. Programe 4 minutos, a 100ºC, na velocidade 2.
Adicione o tomate triturado e programe 2 minutos, a 100ºC, na velocidade 2.
Acrescente a água, sal, e as batatas, cortadas em cubos, e programe 30 minutos, a 100ºC, na velocidade 4. Marque mais 2 minutos na velocidade 10.
Passe a sopa por um passador de rede fina, volte a coloca-la na taça e acrescente os camarões.
Tempere com sal, molho de piripiri e pimenta e programe 5 minutos, a 10ºC, na velocidade 1.
Sirva quente polvilhado com os coentros picados e a companhe com croutons.


Método tradicional
Comece por descascar os camarões e retire-lhes as cabeças.
Numa panela, aqueça um pouco de azeite, junte-lhe as cascas e cabeças dos camarões e saltei-as durante 3 minutos. Salpique-lhes o whisky e deixe evaporar o álcool cozinhando mais um pouco.
Adicione as cebolas e os dentes de alho, picados grosseiramente, e deixe-os amolecer. Junte o tomate triturado, mexa e deixe refogar mais um pouco. Acrescente a água, sal, e as batatas, cortadas em cubos, e cozinhe durante 20 minutos.
Retire do lume, reduza a puré, passe por um passador de rede fina, deite na panela e leve novamente ao lume. Acrescente os camarões, deixe cozer, durante 5-8 minutos, tempere com sal, molho de piripiri e pimenta.
Sirva quente polvilhado com os coentros picados e acompanhe com croutons.






Para acompanhar este prato, recomendo:


Conde Villar Loureiro
Quinta das Arcas


Denominação: DOC Vinho Verde
Ano: 2016
Castas: Loureiro

Vinho com aspecto límpido e cristalino, com leves reflexos palha;


O seu aroma é intenso e frutado com aromas de frutos tropicais como a manga e a banana; leves notas florais que se misturam com a fruta abundante. Na boca tem uma estrutura bem definida e frescura activa característica de um bom vinho verde.

Visite a loja online: www.quintadasarcas.com/lojadaquinta/






Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Frijobel, Compal, Aroma Alentejo, Rialto, Paladin, Margão, Marnoto, Kenwood Quinta das Arcas pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.