Pães Doces de Natal







Massa:
200 g de miolo de avelã NutVitae (compre aqui)
650 g de farinha
2 saquetas de fermento ativo para pão Vahiné
170 ml de leite morno
4 c. sopa de xarope de ácer  (que pode adquirir na Gloodclicando aqui)
2 ovos grandes
¾ c. chá de sal (usei a flor de sal Marnoto)
85 g de manteiga Lacticínios do Paiva
70 g de açúcar

Recheio e cobertura:
1 frasco de "marmelada de ananás" La Vieja Fábrica
1 lata de ananás em calda
Cerejas em cocktail ao Marachino (que pode adquirir na Gloodclicando aqui)
Açúcar em pó


Com Robot de cozinha KCook Multi da Kenwood:
Coloque a lâmina na taça da kCook Multi. Na taça, coloque as avelãs e programe 3 minutos na velocidade 6 e mais 3 minutos de valocidade 11.
Adicione os restantes ingredientes da massa e programe 2 minutos, na velocidade 6.  E mais 8 minutos na velocidade 10.
Programe 30ºC , durante 60 minutos, deixando massa a levedar na taça até dobrar de volume. 

Método tradicional:
Comece por triturar as avelãs até obter uma espécie de farinha. Junte-lhe a farinha, o fermento, o açúcar e o sal. Misture e acrescente o leite, o xarope de acer, o ovo e a manteiga.
Amasse bem para incorporar todos os ingredientes e sove a massa até que se encontre fofa e com alguma elasticidade.
Forme uma bola com a massa, coloque num recipiente, tape com um pano e deixe levedar até dobrar de volume (cerca de 2 horas).


Divida a massa em 8 pedaços de tamanho semelhante e estique-os em círculos de espessura fina. Barre a massa com a marmelada de ananás, deixando uma margem a toda a volta. Feche a massa em forma de trouxa, achate-a e dê-lhe uma forma arredondada. Pincele com ovo batido, adicione uma rodela de ananás sobre cada bolinho e, a centro, coloque duas a três cerejas. Pincele as cerejas e o ananás com a calda de cereja que vem no frasco.
Leve ao forno, previamente aquecido a 200ºC, durante 30 minutos.
Retire do forno, deixe amornar e polvilhe com açúcar em pó.




Para acompanhar esta sobremesa, recomendo:

Porto Vintage 1997
Quinta do Estanho

Côr: Tinto
Espuma: Rosada
Aroma: Limpo, nobre e frutado
Sabor: Limpo. harmonioso e persistente
Qualidade: Muito Boa

Vinho Vintage com uma excelente evolução de envelhecimento na garrafa, denotando-se já uma febre de garrafa. Vintage ainda com força para continuar a envelhecer.




Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação desta sobremesa.

O meu muito obrigada à Kenwood, Glood, La Vieja Fábrica, Lacticínios do Paiva, Vahiné, NutVitae, Marnoto e Quinta do Estanho pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.