Arroz de Miúdos (de Cabrito)










1/2 chouriça transmontana Bôfumeiro (que pode adquirir clicando aqui)
400 g de miúdos de cabrito
1 dl de azeite virgem extra CASA ANADIA Private Collection
1 cebola
2 dentes de alho
1/3 de ramo de coentros, biológicos, Aroma Alentejo (adquirir por aqui)
1 folha de louro
Molho de piripiri (usei o de piripiri extra picante Paladin)
800 ml de caldo de carne
100 ml de vinho branco
400 g de arroz agulha Bom Sucesso
1 c. chá de açafrão
Sal marinho Marnoto q.b.
1 pitada de pimenta branca Margão 


Prato com medalhões, 25 cm, rosa, coleção Pérola da MOLDE
Prato, 16 cm, branco, coleção Pérola da MOLDE



Comece por limpar os miúdos do cabrito e corte-os em pedacinhos. 
Aqueça o azeite e junte-lhe a cebola e os dentes de alho, ambos picados. Deixe amolecer e junte a folha de louro, a chouriça picada grosseiramente e os miúdos, deixando-os ganhar cor. Tempere com sal, pimenta, molho de piripiri e junte os coentros picados, envolva e cozinhe mais um pouco.
Regue com o vinho branco, mexa e deixe evaporar. Acrescente um pouco do caldo de carne sempre que ficar sem molho, durante 20 minutos, ou até que os miúdos fiquem macios.
Junte então o arroz, o açafrão e o resto do caldo de carne, bem quente, mexa. Deixe ferver, baixe o lume, e cozinhe até que o arroz esteja no ponto. Retifique os temperos e sirva simples ou acompanhe com cabrito no forno.




Para acompanhar este prato, recomendo:

Casa Anadia Dão 2014
Casa Anadia


Castas: Touriga Nacional, Alfrocheiro, Jaen.
Vinificação: Com maceração pre-fermentativa a baixa temperatura, e com elevação de temperatura durante a fermen­tação até aos 26°C com remontagens muitos suaves.

Estágio: 9 meses em barrica de 2° utilização.

Ano: 2014



O vinho Casa Anadia Dão pretende recordar as ligações do Palácio aos anos de produção de séculos anteriores e resulta numa esplendida combinação das castas que dão origem a um vinho elegante e mineral de cor encarnada viva e profunda. Aromas e sabores delicados de frutos vermelhos associadas a notas florais.
Corpo elegante, com taninos firmes de grande finesse em perfeito equilíbrio com o álcool e acidez, assim se caracteriza este vinho como fiel exemplo da tradição secular.

Visite o site: http://www.casaanadia.pt


Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Bôfumeiro, Molde, Bom Sucesso, Marnoto, Aroma Alentejo, Paladin, Margão e Casa Anadia pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.