Folar Enrolado Algarvio







650 g de farinha
11 g de fermento de padeiro seco, super ativo Vahiné
130 g de açúcar amarelo
1 laranja, raspa da casca 
80 ml de sumo de laranja
100 g de ovo liquido pasteurizado Dovo (equivalente a 2 ovo M) da Derovo
100 ml de leite
40 g de manteiga
1 c. de sopa de banha
2 c. chá (rasas) de canela moída Margão
2 c. chá (rasas) de erva doce moída Margão
1 pitada de sal (usei a flor de sal Marnoto)

Chá:
250 ml de água
1 pau de canela
1 flor de anis estrelado (que pode adquirir na Gloodclicando aqui)
1 c. chá (cheia) de erva-doce em semente
2 tiras de casca de laranja

Recheio:
180 g de açúcar amarelo
120 g de manteiga amolecida Lacticínios do Paiva
3 c. sopa de canela moída

Cobertura: 
2 c. sopa de mel Frutibom
50 g de manteiga
2 c. sopa de açúcar amarelo 
1 c. sopa de canela em pó

Tábua de madeira retangular, com pega, Gradirripas



Com Robot de cozinha KCook Multi da Kenwood:
Comece por preparar o chá levando ao lume a água e os restantes ingredientes, tendo atenção para adicionar apenas a parte laranja da casca da laranja. Deixe ferver por 5 minutos e coe. Deixe amornar.

Colocar a lâmina na taça juntamente com o fermento, a farinha, o açúcar, o sal, a canela e a erva doce. Marque 30 segundos na velocidade 5. Acrescente 100 ml do chá, o leite, o sumo de laranja, a manteiga e os ovos batidos. Marque 7 minutos na velocidade 3 e, depois, 3 minutos na velocidade 8.
Deixar a massa a levedar na taça com a temperatura de 30ºC, durante 150 minutos, até dobrar de volume.

Findo este tempo, divida a massa ao meio, para fazer 2 folares um deixe-a inteira para fazer um maior. Para um folar maior deve untar uma forma de 20cm de diâmetro com manteiga, se preferir 2 folares, unte formas, ou tachos, de 12cm.
Para 2 folares; divida a massa em duas porções de peso igual. Sobre uma superfície enfarinhada, estenda uma das massas num retangulo grande, de espessura fina. Barre a massa com, quase metade da manteiga, polvilhe com açúcar abundante e salpique com canela. Puxe as quatro pontas da massa para o cento, formando um quadrado e una todas elas. Volte a barrar com 2/3 da manteiga e polvilhe com açúcar e canela. Torne a unir todas as pontas ao centro, una-as e barre, uma última vez, com manteiga e polvilhe com canela e açúcar. Enrole a massa a partir dos lados menores, como um caracol. Execute o mesmo processo para o outro pedaço de massa, fazendo outro folar. Ou faça um só folar grande, usando toda a massa.
Unte uma folha de papel vegetal com manteiga e colocar, ao centro, a massa enrolada, virada com o lado em que se vê o caracol para cima. Tape com um pano e deixe levedar 1 hora.
Faça a cobertura, levando ao lume todos os ingredientes até se fundirem. Regue a parte superior dos folares com esta mistura. Cubra os folares com uma camada grossa de folha de alumínio para não queimar ao cozer.
Leve ao forno, previamente aquecido a 190/200º durante, cerca de, 1:20 h (faça o teste do palito para verificar a cozedura).



Método tradicional:
Comece por preparar o chá levando ao lume a água e os restantes ingredientes, tendo atenção para adicionar apenas a parte laranja da casca da laranja. Deixe ferver por 5 minutos e coe. Deixe amornar.
Junte o fermento com a farinha e acrescente o açúcar, o sal, a canela e a erva doce. Misture e faça uma cova ao centro à qual deve juntar 100 ml do chá, o leite, o sumo de laranja, a manteiga e os ovos batidos.
Misture bem todos os ingredientes e amasse, até a massa despegar da taça e das mãos, durante cerca de 10 minutos. Caso a massa se apresente demasiado húmida, nesta altura, junte um pouco mais de farinha, mas sem exceder as 50g. Caso se encontre demasiado seca, acrescente um pouco mais de chá e amasse mais um pouco. A massa deve apresentar-se fofa e elástica quando estiver no ponto.
Forme uma bola com a massa, tape com um pano e deixe levedar por 4 horas, em lugar sem correntes de ar (eu coloco dentro do microondas, desligado).

Neste momento, deve decidir se quer um folar maior ou dois mais pequenos (eu optei por fazer dois). Para um folar maior deve untar uma forma de 20cm de diâmetro com manteiga, se preferir 2 folares, unte formas, ou tachos, de 12cm.
Para 2 folares; divida a massa em duas porções de peso igual. Sobre uma superfície enfarinhada, estenda uma das massas num retangulo grande, de espessura fina. Barre a massa com, quase metade da manteiga, polvilhe com açúcar abundante e salpique com canela. Puxe as quatro pontas da massa para o cento, formando um quadrado e una todas elas. Volte a barrar com 2/3 da manteiga e polvilhe com açúcar e canela. Torne a unir todas as pontas ao centro, una-as e barre, uma última vez, com manteiga e polvilhe com canela e açúcar. Enrole a massa a partir dos lados menores, como um caracol. Execute o mesmo processo para o outro pedaço de massa, fazendo outro folar. Ou faça um só folar grande, usando toda a massa.
Unte uma folha de papel vegetal com manteiga e colocar, ao centro, a massa enrolada, virada com o lado em que se vê o caracol para cima. Tape com um pano e deixe levedar 1 hora.
Faça a cobertura, levando ao lume todos os ingredientes até se fundirem. Regue a parte superior dos folares com esta mistura. Cubra os folares com uma camada grossa de folha de alumínio para não queimar ao cozer.
Leve ao forno, previamente aquecido a 190/200º durante, cerca de, 1:20 h (faça o teste do palito para verificar a cozedura).



Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação desta receita.

O meu muito obrigada à Derovo, Frutibom, Glood, Gradirripas, Lacticínios do Paiva, Kenwood, Marnoto, Vahiné pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.