Codorniz Frita à Portuguesa








4 codornizes Aves Suzana
3 dentes de alho
1/3 de c. chá de pimentão doce Margão
1 pitada de pimenta branca Margão
1 folha de lourobiológico, Aroma Alentejo (adquirir por aqui)
Molho de piripiri q.b.(usei o de piripiri extra picante Paladin)
200 ml de vinho branco
Sal q.b. (usei o sal marinho Marnoto)
5 c. sopa de azeite
Batatas Steakhouse McCain

Prato, 16 cm, branco, coleção Pérola da MOLDE


Comece por temperar as codornizes, abertas, com os dentes de alho picados, a folha de louro, pimentão doce, pimenta e sal. Regue com o vinho branco e deixe marinar por, pelo menos, 3 horas.
Passado esse tempo, escorra as codornizes da marinada e reserve-a.
Aqueça o azeite e frite as codornizes até estarem louras de ambos os lados, regue-as com a marinada, adicione molho de piripiri, a gosto, e tape. Deixe cozinhar, em lume brando, até estarem cozidas e tenras.
Enquanto isto, aproveite para fritar as batatas e sirva as codornizes regadas com o seu molho e acompanhe com as batatas, molhando, estas últimas, no molho.




Para acompanhar este prato, recomendo:



Penedo Gordo
Quinta das Arcas
Branco

Denominação: DOC Alentejo
Ano: 2016
Castas:  Roupeiro 50%, Antão Vaz 50%

Visual: Cor límpido e citrino.
Aroma: Bastante frutado com tonalidades orais.
Boca: Caracteriza-se como seco, no entanto é bastante redondo, com uma acidez vincada que casa na perfeição com o álcool. Ligeira acidez com um bom final de boca.
Visite a loja online: www.quintadasarcas.com/lojadaquinta/



Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Aves SuzanaMcCain, Molde, Paladin, Aroma Alentejo,Marnoto, Margão e Quinta das Arcas pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.