Pastelinhos de Ovos-Moles



















1 folha de massa filó
6 gemas grandes
75+125g de açúcar
2.5 c. de sopa de amêndoa moída em farinha
125g de farinha
1 dl de água
1/2 pau de canela (usei da marca Suldouro)
1 pedacinho de casca de limão
2 colheres de sopa de manteiga
Amêndoa picada q.b.
Açúcar em pó q.b.
Canela em pó q.b. (usei da marca Suldouro)



Comece por recortar quadrados de massa filó aproveitando as dobras da mesma (os quadrados devem ter 10x10cm ou medidas aproximadas), tendo em conta que uma folha de massa deverá render 20 quadrados de tamanho igual.
Misture a farinha com a amêndoa moída e 75g do açúcar, mexa, adicione as gemas, e bata bem (primeiro com uma colher de pau e depois com vara de arames) até obter um creme homogéneo
Leve um tacho ao lume com a água e o restante açúcar, junte o pau de canela e a casca de limão, deixe ferver e formar uma calda fraca.
Junte a calda, em fio, ao preparado de gemas e mexendo sempre até obter um creme. Verta novamente para o tacho e leve ao lume, mexendo até engrossar e sem deixar ferver.
Transfira para uma tigela, descarte a canela e limão e deixe arrefecer.
Entretanto, derreta a manteiga e pincele 5 forminhas de queijada com a mesma. Sobre cada forma, coloque um quadrado de massa filó e pincele-o. Deverá colocar 4 quadrados de massa, em cada forminha, sobrepondo-os e pincelando-os com a manteiga.
Coloque as forminhas de massa num tabuleiro e leve ao forno pré-aquecido a 180ºC por cerca de 10 minutos. Ao fim deste tempo, preencha as forminhas com o preparado de gemas, alise a superficie e leve ao forno por mais 5 minutos ou até a massa dourar e apresentar-se estaladiça.
Retire do forno, deixe amornar por 10 minutos, desenforme com cuidado e polvilhe com açúcar e canela em pó e amêndoas picadas.



Para acompanhar esta sobremesa, recomendo:

Porto Adriano Reserva
Ramos Pinto

Este é o vinho do fundador da Casa Ramos Pinto. Este vinho conquistou o Brasil ao ponto do Vinho do Porto ser conhecido apenas por “Adriano”. É um vinho muito agradável e versátil.
O Adriano é um blend de 6 anos de idade. É a partir dos 6 ou 7 anos que o Vinho do Porto começa a precipitar a sua pigmentação vermelha e as nuances de Tawny começam a aparecer.

Notas de Prova:
Cor com notas vermelhas de tawnies semi-evoluídos, com menisco alaranjado, fruto do seu envelhecimento.
Apresenta uma grande densidade, com notas de fruta fresca (cereja e amora). O envelhecimento em carvalho proporciona o aparecimento dos aromas a frutos secos (ameixa e noz) e aromas etéreos e balsâmicos.
O ataque a frutos frescos é intenso e gradual. Equilíbrio perfeito entre a frescura e o envelhecimento. As notas apimentadas provêm da sua maturidade. Na boca é longo, elegante e suave.





Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação desta sobremesa.

O meu muito obrigada à Suldouro Ramos Pinto pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.