Costeletas de Borrego Estufadas com Batatas Douradas











500 g de costeletas de borrego, do Alentejo, criado ao ar livre em pastagem natural com bolota Solar da Giesteira (compre aqui)
1 cebola
2 dentes de alho
1 folha de louro biológico Aroma Alentejo (adquirir contatando por aqui)
4 c. sopa de azeite extra virgem, clássico, da Azeite Olival 
250 ml de vinho branco
1 c. chá de concentrado de tomate Compal
850 g de batatinhas
1 c. chá (cheia) de pimentão doce (usei o pimentón de la vera McCormick /Margão)
1 pitada de pimenta branca Margão
Flor de sal Marnoto


Aqueça o azeite e junte-lhe a cebola e os dentes de alho picados. Deixe-os amolecer e acrescente as costeletas, alourando-as de ambos os lados. Acrescente afolha de louro, o concentrado de tomate e o vinho branco. Cozinhe por dois minutos e tempere com sal, pimenta e molho de piripiri. Refogue um pouco mais adicione as batatinhas descascadas e cubra com água. Tape o tacho e cozinhe durante 30-45 minutos ou até a carne e as batatas se encontrarem muito tenras. Vá acrescentando mais água, se necessário e retifique os temperos.
Sirva quente com pão do dia.





Para acompanhar este prato, recomendo:



Douro Reserva 2011 - Quinta do Estanho


Vinho do Douro tinto, produzido a partir das castas Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz e Tinta Barroca.
Verificado em cubas de inox com temperaturas controladas, curtimenta longa e remontagens frequentes.

Estagia um ano em cascos de carvalho francês novo e depois em garrafa, originando um vinho equilibrado, encorpado e com taninos presentes mas redondos e um final de boca limpo, persistente, e aveludado.
Aroma limpo, fino e bem estruturado.




Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à Solar da Giesteira, Compal, Paladin, Margão, Marnoto e Quinta do Estanho pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.