Pão Recheado com Queijo, Bacon e Cogumelos








1 pão alentejano com 500g
150 g de cogumelos frescos
1 fio de azeite extra virgem CASA ANADIA Private Collection
1 haste de tomilho biológico, Aroma Alentejo (adquirir contatando por aqui)
3 dentes de alho
100 g de bacon fatiado Nobre
250 g de queijo Alavão tradicional Saloio
50 g de natas
4 c. de sopa de maionese
1/4 c. chá de alho moído
1/2 c. de sopa de orégãos, biológicos, Aroma Alentejo (adquirir por aqui)
1 pitada de pimenta Margão
1 pitada de sal (usei a flor de sal Marnoto)
Biscottinas de chili picante Rialto



Comece por cortar o topo do pão e retire todo o seu miolo. Corte todos estes pedaços de pão em cubos ou tiras e reserve.
Aqueça uma frigideira, anti-aderente, sem adição de gordura, e adicione-lhe as fatias de bacon até ficar crocante. Vire-as para cozinhar do outro lado. Corte o bacon em pequenos pedaços e reserve.
Adicione um pouco de azeite à frigideira, junte-lhe os dentes de alho laminados e deixe-os libertar o seu sabor. Acrescente os cogumelos laminados, tempere com o tomilho, sal e pimenta e salteie durante uns minutos até murcharem um pouco.
Misture os cogumelos com o bacon e junte-lhe o alho moído, o queijo picado, as natas e a maionese. 
Tempere com sal e pimenta e leve ao lume, em banho maria, para fundir os ingredientes.
Adicione os oregãos, envolva e recheie o pão com este preparado. Enrole o pão, a toda sua volta, com uma folha de alumínio e leve ao forno,o pré-aquecido a 190ºC. Coloque os pedacinhos de pão também no forno, uns ao lado dos outros para torrarem.
Deixe o pão gratinar entre 20 a 25 minutos ou até o recheio dourar.
Sirva quente com os pedacinhos de pão e as biscottinas.






Para acompanhar este prato, recomendo:

Casa Anadia Dão 2014
Casa Anadia


Castas: Touriga Nacional, Alfrocheiro, Jaen.
Vinificação: Com maceração pre-fermentativa a baixa temperatura, e com elevação de temperatura durante a fermen­tação até aos 26°C com remontagens muitos suaves.

Estágio: 9 meses em barrica de 2° utilização.

Ano: 2014


O vinho Casa Anadia Dão pretende recordar as ligações do Palácio aos anos de produção de séculos anteriores e resulta numa esplendida combinação das castas que dão origem a um vinho elegante e mineral de cor encarnada viva e profunda. Aromas e sabores delicados de frutos vermelhos associadas a notas florais.
Corpo elegante, com taninos firmes de grande finesse em perfeito equilíbrio com o álcool e acidez, assim se caracteriza este vinho como fiel exemplo da tradição secular.

Visite o site: http://www.casaanadia.pt




Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste prato.

O meu muito obrigada à SaloioNobre, Rialto, Aroma Alentejo, Marnoto, Margão e CASA ANADIA pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.