Crème Brûlée



O Crème Brûlée é uma das sobremesas mais prestigiadas de França. O seu nome significa "creme queimado" e a sua origem francesa remonta ao ano 1691, onde foi atestado no livro de receitas de Massialot.



5 gemas
1/3 xícara de (chá) de açúcar
350 ml de natas
100 ml de leite
1 1/2 colher (chá) de essência de baunilha
açúcar para caramelizar



Pré-aqueça o forno a 160º C. 

Separe as claras das gemas e reserve as gemas (não irá precisar das claras). Junte o açúcar ás gemas e bata até obter um creme claro. Pare de bater e adicione as natas, o leite e a essência de baunilha. Misture bem com uma colher e deixe a mistura descansar por 10 minutos. 
Enquanto isso, leve uma panela com água a lume alto (ela será usada para o banho-maria) e reserve-a. 
Entretanto, veja como está a mistura de gemas: com uma colher retire toda a espuma que se formou na superfície da mesma. Distribua o creme entre seis tigelinhas pequenas ou uma grande (que possam ir ao forno). Arrume as tigelinhas num tabuleiro rectangular, encha-o com a água a ferver que reservou e coloque-o no forno com cuidado. Deixe o Crème Brûlée cozinhar em banho-maria por 40 minutos. 
Após este tempo, retire o tabuleiro do forno e as tigelinhas do banho-maria. Deixe arrefecer e leve ao frigorifico por 6 horas (este tempo fará muita diferença no sabor do creme). Apenas perto da hora de servir (é importante que esta parte seja feita na hora de servir para que o caramelo esteja estaladiço) deve polvilhar, generosamente, o creme com açúcar e queima-lo com um isqueiro ou uma colher de sopa colocada na chama do fogão para aquecer bem (use uma luva ou um pano dobrado para não se queimar). Encoste as costas da colher quente na superfície do creme, fazendo movimentos circulares, para caramelizar o açúcar. Caso precise, repita esta operação até caramelizar toda a superfície, mas não deixe queimar demais o açúcar.