Sericaia



















6 ovos, separados
500 ml de leite (usei o leite meio-gordo Terra Nostra)
250g de açúcar
65g de farinha
2 pedaços de casca de limão
1/2 pau de canela (usei da marca Suldouro)
1 pitada de sal (usei a flor de sal Marnoto)
Canela em pó q.b. (usei da marca Suldouro)


Misture a farinha com 1dl do leite e envolva muito bem até não haver grumos. Leve ao lume o restante leite juntamente com a casca de limão, o pedaço de pau de canela e uma pitada de sal. Envolva e deixe ferver um pouco. Retire do lume e deixe amornar.
Entretanto, misture o açúcar com as gemas, misturando-os bem.
Coe o leite e descarte os ingredientes sólidos. Junte-lhe a mistura de farinha, misture, e acrescente, aos poucos, a gemada, mexendo com uma vara de arames.
Leve o preparado a lume brando e mexa até engrossar. Desligue o lume antes de ferver e deixe arrefecer.
Enquanto isso, bata as claras em castelo firme e envolva-as, delicadamente, no creme já frio.
Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Adicione o creme, colher a colher, a um prato de barro, de tamanho médio. Polvilhe a superfície da sericaia com bastante canela e leve ao forno por cerca de 25-30 minutos (a sericaia irá crescer bastante e baixará consideravelmente quando arrefecer).
Sirva-o depois de frio, simples, ou acompanhado com ameixas de Elvas em calda.



Para acompanhar esta sobremesa, recomendo:




Late Bottled Vintage (LBV) 2003 - Quinta do Estanho

Vinho do Porto de excepcional qualidade, de uma só colheita oriunda de uvas tintas das castas Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca, Tinta Roriz, entre outras.
Verificado com especial rigor, envelhece em tonéis de madeira até ao 4º ou 6º ano e depois em garrafa.

Notas de Prova: Vinho retinto na cor, frutado e encorpado no paladar. 











Aqui está o produto fantástico que usei para acompanhar esta sobremesa.

O meu muito obrigada à Terra NostraSuldouro, Necton e Quinta do Estanho pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.