Focaccia de Azeitonas


















15g de fermento fresco ou 5g de fermento de padeiro em pó (usei da marca Condi)
1/2 colher de sopa de açúcar
1/2 colher de chá de sal (usei a flor de sal Marnoto)
100ml de água morna
250g de farinha
1 colher de sopa de azeite (usei o Azeite Castelo de Marvão)

Cobertura:
Azeitonas pretas q.b.
Pimenta preta ou mistura de pimentas em grão q.b. (usei da marca Suldouro)
Sal q.b. (usei a flor de sal Marnoto)
1 fio de azeite (usei o Azeite Castelo de Marvão)


Dissolva o fermento na água morna juntamente com o açúcar.
Num recipiente largo, junte a farinha com o sal, acrescente-lhe a mistura de fermento e o azeite. Amasse até que obtenha uma massa firme e ligeiramente elástica, formando algumas bolhas na superfície aquando do amassar (se necessário, junte mais água).
Faça uma bola com a massa, tape com um pano e deixe levedar por cerca de 2 horas ou até dobrar de volume.
Ao fim deste tempo, coloque a massa numa superfície enfarinhada e sove-a um pouco. Em seguida, estenda a massa e dê-lhe a forma oval com cerca de 1cm de espessura.
Entretanto pré-aqueça o forno a 230ºC.
Tranfira a massa para um tabuleiro forrado com papel vegetal e pressione-a com as pontas dos dedos (mas sem exagerar na força) para que fiquem socalcos marcados. Regue a focaccia com um fino fio de azeite e polvilhe com sal e pimenta preta moida na hora. Por fim, distribua as azeitonas e leve ao forno por cerca de 15-20 minutos ou até dourar.
Deixe arrefecer um pouco, decore com as folhas de mangericão e sirva morno ou frio.





Para acompanhar este pão, recomendo:


Tinto DOC 2011 - Quinta do Estanho


É um vinho do Douro tinto, produzido a partir das castas Touriga Francesa, Tinta Roriz, Barroca e Mourisco.
Vinificado em lagares de granito com curtimenda prolongada e envelhecido em cascos de carvalho durante três anos.

Aroma complexo a frutos vermelhos, estando bem presente o aroma redutor do envelhecimento em garrafa, que começa a sobrepor-se à madeira bem integrada. Na boca revela-se excelente, macio e complexo, com taninos redondos e tem um final de boca persistente.





Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste pão.

O meu muito obrigada à CondiSuldouroNectonAzeite Castelo de Marvão e  Quinta do Estanho pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram