Trança de Frutas




















250 g de farinha
15 g de fermento de padeiro fresco  (usei 1/2 saqueta de fermento de padeiro Vahiné)
80 g de açúcar
50 g de manteiga derretida (usei da marca Terra Nostra)
75 ml de água morna
1 c. sopa de aguardente (usei a aguardente velha da Caves do Solar de São Domingos)
50 ml de sumo de laranja
1 laranja pequena, em raspa
1 gema grande
200 g de fruta cristalizada picada
Cerejas cristalizadas q.b.
1 gema + 2 c, sopa de leite para pincelar


Comece por dissolver o fermento na água morna.
Num recipiente largo, misture a farinha e o açúcar, abra-lhes uma cova ao centro e junte o sumo e a raspa da laranja. Acrescente a gema e a manteiga derretida e comece a amassar. Adicione o fermento dissolvido, amassando sempre até ficar uma massa fofa, elástica e homogénea. Faça uma bola com a massa e coloque-a num recipiente polvilhado com farinha. tape com um pano e deixe levedar até duplicar de tamanho (cerca de 1 hora e meia).
Estenda a massa e adicione-lhe a fruta cristalizada picada, amassando bem para que esta fique bem distribuída. Divida a massa em 3 partes iguais, formando um rolo longo com cada uma delas. Una três das pontas e comece a entraçar, quando a massa estiver prestes a terminar, volte a unir as pontas.
Transfira a trança para um tabuleiro forrado com papel vegetal e decore-a com as cerejas cristalizadas.
Por fim, pincele toda a massa com a gema, previamente batida com o leite, e leve ao forno, pré-aquecido a 180ºC por 25 minutos ou até dourar e a massa se apresentar cozida (faça o teste do palito).
Sirva morno ou frio.




Para acompanhar esta sobremesa, recomendo:


Porto Ruby
Ramos Pinto


É um blend de vinhos com 3 anos de idade, em que se procura suster a evolução da sua cor tinta, mantendo o aroma frutado e o vigor dos vinhos jovens.

Notas de Prova:
Cor vermelha densa, mais intensa do que a do Tawny.
Vivo e intenso. Aromas fortes a frutos característicos das castas, isto é, aromas primários como cereja, amora, ameixa e framboesa, com um ligeiro toque de canela.
O ataque é bastante volumoso devido à sua jovialidade e quantidade de fruto. Pela via rectro-nasal, apercebemo-nos das suas purezas aromáticas provenientes dos aromas das uvas.
Final compacto e longo.




Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação desta sobremesa.

O meu muito obrigada à Terra Nostra, Vahiné Ramos Pinto pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.