Salada de Parasol (Tortulho)














O cogumelo parasol (Macrolepiota procera) é um fungo comestível encontrado especialmente em determinadas regiões da Europa.  Quando brota da terra tem a forma de um ovo que dará lugar a um magnifico chapéu que pode atingir um diâmetro considerável de até cerca de 40 cm. A sua parte superior tem uma espécie de "mamilo" desenhado ao centro em cor castanha. Tem ainda uma espécie de escamas acastanhadas com uma textura esfarrapada. A parte inferior assemelha-se a um leque fechado de cor branca. Tem um pé alto e um anel que se solta do manto e fica livre, correndo ao longo do pé quando manuseado. A sua carne é branca e sedosa com aroma suave.
Em Portugal, não há qualquer perigo em colher este tipo de cogumelo pois é difícil de confundir com qualquer outro e também não há espécies venenosas que se pareçam a ele. Este, cresce em solos bem drenados, principalmente em eucaliptais, e é encontrado solitário ou em grupos.
O cogumelos parasol tem diferentes nomes por todo Portugal, tais como Púcara, Frade, Gasalho, Cogordo, Marifusa, Tortulho ou Róculo.






Cogumelos parasol q.b.
Alhos picados q.b.
Azeite q.b.
Vinagre q.b.
Sal q.b.
Piripiri ou pimenta branca (temperos opcionais)



Lave muito bem o cogumelo colocando-o sobre a torneira e certificando-se que retira todos os grãos de terra/areia que possam estar alojados na zona do "leque".
Corte o cogumelo em pedaços e grelhe-os numa chapa/frigideira ou usando um grelhador eléctrico. Tempere com sal e vire-os a meio da cozedura. Estará pronto quando adquirir uma cor castanha escura e parecer enrugado (lembrará um pedaço de carne cozinhada). 
Corte os pedaços de cogumelos em tirinhas e tempere com azeite, sal, vinagre e alho picado. Se preferir, adicione, ainda, um pouco de piripiri em pó ou pimenta branca.