Apple American Pie (Tarte de Maçã Americana)




 
    












A Tarte de Maçã Americana é um dos símbolos da doçaria americana que, nos dias de hoje, é conhecida por todo o mundo, devido a referências em filmes e livros.
Inicialmente, as colónias britânicas na América usavam as maçãs apenas para produzir cidra. Sendo as suas tartes feitas apenas de carne. Mas, consta que, há manuscritos de receitas de tartes de maçã datadas do século XVIII e, desde aí, que se tem tornado tão popular nos Estados Unidos da América.
A partir deste século, especialmente no estado de Delaware, a tarte de maçã tornou-se um alimento muito comum (era o jantar das crianças), sendo confeccionadas todo o ano, tanto com maçãs frescas como secas.
Nos séculos XIX e XX, a tarte de maçã tornou-se símbolo de prosperidade americana e orgulho nacional. Um artigo de jornal publicado em 1902, declarou que "Pessoas que não comem tarte podem ser permanentemente derrotadas". O prato também foi comemorado na frase "pela mãe e pela torta de maçã" - supostamente a resposta do estoque de soldados americanos na Segunda Guerra Mundial, quando jornalistas perguntaram por que eles iam para a guerra.





Massa:
300g de farinha
150g de margarina/manteiga
40g de açúcar
3 colheres de sopa de água fria
1 piatada de sal
1 ovo grande, batido (L ou XL)
Leite q.b. (para pincelar)


Recheio:
500-600g de maçãs, sem casca e caroço (Granny Smith, Jonathan ou Royal Gala - se preferir mais doce)
4 colheres de sopa de farinha
100g de açúcar branco
100g de açúcar amarelo
1 colher de chá de canela
2 colheres de sopa de manteiga



Pré- aqueça o forno a 180ºC.
Unte com margarina uma tarteira/pirex redonda com 23-25cm de diâmetro. Reserve.
Num recipiente largo, misture a farinha, o açúcar e o sal e adicione a manteiga em pedacinhos e a água fria. Misture com as mãos até obter uma massa esfarelada. Junte o ovo batido e misture bem até obter uma massa homogénea. A massa deverá ser um pouco mole, mas não demasiado grudenta (se for necessário junte mais água ou mais farinha, consuante a situação). Faça uma bola com a massa e Embrulhe-a em película aderente e coloque no frigorífico durante 30-1 hora, até estar solida o suficiente para ser trabalhada.
Entretanto, descasque as maçãs e retire-lhes o caroço, pese-as e verifique se tem cerca de 500-600g destas. Corte as maçãs em quadradinhos (pedacinhos) pequeninos e coloque-os num recipiente. Junte-lhe a canela, os açúcares, a farinha (que serve para absorver o líquido libertado pelas maçãs ao cozerem) e a manteiga. Envolva muito bem e reserve.
Retire a massa do frigorífico e divida-a em dois pedaços do mesmo tamanho. Estique um deles formando 1 disco que caiba na tarteira e que fique com uma pequena aba de fora. Ao outro pedaço de massa retire uma pequena porção que servirá para fazer os desenhos que colará na massa. Com a restante massa forme o disco que cobrirá a tarte, fazendo-o ligeiramente maior que a o diâmetro da tarteira.
Coloque a o disco maior na tarteira, deixando uma pequena aba de fora desta, coloque o recheio de maçã e alise-o com uma espátula. Sobre este coloque o disco menor e junte as laterais deste às da base, amasse ligeiramente com os dedos e dobre as pontas para dentro, de modo a ficar bem selada. No centro da tarre faça 4 aberturas que servirão para que o vapor possa sair por lá.
Usando cortadores de bolachas á sua escolha, faça recortes na massa restante e coloque-os sobre a tarte. Em seguida, pincele-a com leite eleve-a ao forno por cerca de 45 minutos.
Sirva morna ou fria, simples ou com gelado de nata/baunilha.


Adaptado de: Food Network in "Tradicional Apple Pie", Sandi Anderson