Blogger templates

traduzir para inglêsTraduzir para Espanholtraduzir para françêstraduzir para alemão

quarta-feira, 16 de Abril de 2014

Folar de Maçã (Recheado)

















400g de farinha
25g de fermento de padeiro fresco
100ml de água morna
40g de mel (usei o mel biológico da marca Acushla)
1 ovo pequeno
100g de açúcar
40ml de leite (usei o leite meio-gordo da Terra Nostra)
50g de manteiga (usei da marca Terra Nostra)
3 maçãs golden
1 colher de chá de canela em pó (usei da marca Suldouro)
1 colher de chá de erva-doce em pó (usei da marca Suldouro)
1 ovo batido (para pincelar)
1 pitada de sal (usei a flor de sal Marnoto)
Açúcar q.b.


Dissolva o fermento na água morna e junte-lhe 125g da farinha, envolva bem e deixe repousar, tapado, por 30 minutos.
Após este tempo, junte a restante farinha à massa-mãe que esteve a repousar e adicione, também, o açúcar, o leite e a a canela e erva-doce, misturando-os. Acrescente a manteiga amolecida, o mel, o sal e amasse bem. Por fim, junte o ovo e amasse, sovando, durante uns minutos ou até a massa  se apresentar lisa  e fofa (se necessário, junte mais farinha).
Forme uma bola com a massa, coloque-a num recipiente bem tapado com um pano grosso e deixe levedar, protegida de correntes de ar, até dobrar de volume (cerca de 2 horas).
Coloque a massa sobre uma superfície enfarinhada (reserve um pouco para a decoração) e estique-a em forma de círculo de diâmetro maior ao de um prato. No centro desta, coloque duas maçãs e meia cortadas em pedacinhos (reserve a restante metade inteira) e polvilhe com açúcar a gosto. Feche a massa, como se fosse um saco, unindo as pontas ao centro e moldando-a em círculo. Vire a parte lisa para cima e, sobre esta, adicione um cordão de massa em forma de círculo feito a partir da massa que reservou. Se necessário, una o círculo de massa ao folar com o auxilio de um pouco de leite pincelado entre ambos.
No interior do círculo de massa, disponha fatias finas da metade de maçã que reservou e polvilhe com um pouco de açúcar.
Transfira o folar para um tabuleiro com papel vegetal, tape-o com um pano, e deixe levedar por mais 30 minutos.
Seguidamente, bata o ovo, pincele o folar e leve-o ao forno, pré-aquecido a 180ºC, por cerca de 50 minutos (na primeira metade deste tempo deve forrar os folares com folha de alumínio e destapa-los depois para ganharem cor).



Para acompanhar estes biscoitos, recomendo:


Porto Tawny
Ramos Pinto


O Tawny é um blend de 3 a 5 anos obtido por lotação de vinhos com um grau de maturação variável, conduzido através de envelhecimento em cascos e tonéis. Envelhecido em pipas, apresenta-se sempre mais evoluido do que o Ruby.

Notas de Prova:
Cor vermelha tawny, com menisco cor de topázio.
No aroma, a primeira impressão é de leveza, evoluindo para uma grande suavidade adquirida pelo estágio em madeira.
A sensação na boca é leve, quente e de grande macieza, resultado do seu envelhecimento.

Este “adolescente” é um Porto maduro e frutado com um carácter complexo e delicado. No final, o equilíbrio é perfeito, conferindo-lhe uma saborosa delicadeza.




Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação destes biscoitos.

O meu muito obrigada à Acushla, Terra Nostra, Suldouro Ramos Pinto pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.







terça-feira, 15 de Abril de 2014

Parceria com Aromas Especiarias








É como muito gosto que informo, a todos os que me visitam, acerca da parceria entre o Nárwen's Cuisine e a Aromas Especiarias.
Esta é uma empresa que se dedica ao comércio de especiarias de todo o mundo, ervas aromáticas, utensílios para cozinha molecular a preços competitivos, utensílios para cake design e outros produtos que não são comuns ao nosso dia a dia.



A Aromas Especiarias nasceu em 2011, sendo um projeto pioneiro, criado por dois portugueses, que surgiu com o objetivo de preencher uma lacuna no setor oferecendo, até aqui, uma variedade de especiarias de todo o mundo na web. 
Passados 2 anos do seu lançamento a marca acaba de dar um passo importante no seu crescimento abrindo a primeira loja em Campo de Ourique.

Mais de 70 especiarias, pimentas de todo o mundo e mais de 40 variedades de chás, são alguns dos produtos disponíveis no novo espaço de Lisboa, que promete agitar e despertar os sentidos dos portugueses.

Além das mais de 70 especiarias disponíveis e 40 variedades de chá, pode ainda encontrar sais gourmet, como o sal preto de Guérand, sal do Kalahari, de Hickory ou Sal Vermelho do Hawai, entre outros.


A nível de especiarias tem os vários ingredientes para a gastronomia portuguesa, mas também para a cozinha indiana, árabe ou asiática, nomeadamente especiarias como o Zahtar, última moda nos Estados Unidos, a Tikka Masala, prato de eleição na cozinha indiana, ou o verdadeiro Wasabi japonês de Hataka.

O projeto começou como uma loja online e ao longo destes dois últimos anos os seus responsáveis foram convidados para participar em eventos e feiras gastronómicas, o que lhes permitiu dinamizar o negócio e aventurarem-se em mais uma etapa do seu crescimento empresarial.




Para ficar a conhecer um pouco melhor esta fantástica empresa e os seus produtos de grande qualidade, visite:

Loja online: http://aromasespeciarias.com/
Facebook: https://www.facebook.com/pages/Aromas-e-Especiarias/291210557635054


Para finalizar, vou mostrar algumas fotografias com os produtos que a Aromas Especiarias teve a gentileza de me oferecer. Posso dizer que, ao abrir a embalagem enviada, um sorriso instalou-se no meu rosto e não mais de lá saiu.

E é fácil de perceber porquê! Pois quem não gosta de receber produtos de qualidade inestimável?
Principalmente quando se tratam de especiarias difíceis de encontrar e que farão toda a diferença num prato.











Cardamomo Preto

Este tipo de cardamomo tem um sabor forte e único, a uma mistura de aroma a fumado com hortelã.
Use-o na preparação do garam masala, pilafs e outros pratos com base de arroz, carnes e curries de legumes.











Mostarda Vermelha em Grão

Este tipo de mostarda pode dar gosto a estufados de aves, caça ou carne de porco e a variadíssimas outras coisas.












O meu muito obrigada à Aromas Especiarias pela simpatia e pelos produtos fantásticos que me enviaram.


Por fim, posso dizer que é de louvar a qualidade dos produtos e que estou desejosa de fazer receitas com eles para, mais tarde, partilhar convosco.





Folar Recheado com Ovo e Linguiça





















1 linguiça regional de de vinho da Beira Lamego
35g de fermento de padeiro fresco
120 ml de água morna
550 g de farinha
50 g de mel (usei o Mel Serra de Portel)
35 g de açúcar amarelo
1/2 c. de café de sal (usei o sal marinho Marnoto)
2 ovos
80 g de manteiga com sal (usei da marca Terra Nostra)
50 ml de leite (usei o leite meio-gordo da Terra Nostra)
4 ovos cozidos
1 ovo batido
Sementes de sésamo q.b.


Dissolva o fermento na água morna e junte-lhe 125g da farinha, envolva bem e deixe repousar, tapado, por 30 minutos.
Após este tempo, junte a restante farinha à massa-mãe que esteve a repousar e adicione, também, o açúcar e o sal, misturando-os.
À parte, leve ao lume a manteiga com o mel e o leite até obter uma mistura homogénea e acrescente-a à massa. Adicione, também, os ovos e amasse, sovando, durante uns minutos ou até a massa  se apresentar lisa  e fofa (se necessário, junte mais farinha).
Forme uma bola com a massa, coloque-a num recipiente bem tapado com um pano grosso e deixe levedar, protegida de correntes de ar, até dobrar de volume (cerca de 2 horas).
Após este tempo, estique a massa, em forma de rectângulo, com espessura fina e corte quatro tiras com o mesmo tamanho.
Comece por enrolar o ovo cozido numa das pontas da massa e preencha a restante massa com pedacinhos de linguiça de vinho grosseiramente picada. Enrole como se fosse um caracol, achate um pouco o folar que acaba de formar e coloque-o sobre um tabuleiro com papel vegetal. Execute este processo com as quatro tiras de massa.
Seguidamente, tape os folares com um pano e deixe levedar por mais 30 minutos.
Por fim, pincele os folares com o ovo batido, salpique com sementes de sésamo e leve ao forno, pré-aquecido a 180ºC, por cerca de 20-30 minutos ou até a massa estar cozida (faça o teste do palito).




Para acompanhar este folar, recomendo:


Touriga Nacional

Monsaraz - Alentejo Doc
Carmim

Uvas provenientes de talhões selecionados, com maceração pré-fermentativa de 48h, seguida de fermentação a 24ºC com recurso a mergulhia robotizada de manta, maceração total de 15 dias, seguida de estágio em barrica de nova de carvalho francês durante 12 meses. Após engarrafamento o vinho estagia em garrafa durante 6 a 8 meses.

O vinho apresenta-se com uma cor granada carregada, com aromas de fruta preta madura e algumas notas florais, de café e chocolate, em boca é potente, fresco com taninos firmes e um final de prova prolongado







Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste folar.

O meu muito obrigada à Beira Lamego, Terra Nostra, Mel Serra de Portel, Necton Carmim pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.







Resultado do Passatempo de Páscoa La Gondola










Já temos o sortudo que receberá o fantástico prémio La Gondola, composto por 12 variedades das suas conservas gourmet! Quero agradecer à La Gondola pela iniciativa proposta e pela simpatia tantas vezes demonstrada. Obrigada também às outras bloguers que participaram neste passatempo.

Por fim, agradeço a todos os que participaram e, se não foram os vencedores, não se deixem desmotivar porque, de certeza, que haverá mais oportunidades!

Num total de 198 participações válidas, o vencedor foi escolhido através do random.org e o número seleccionado foi o 82!




O vencedor é:

Assim, peço ao vencedor que nos envie um e-mail para narwen_ninniach@hotmail.com com os seguintes dados:

- Endereço da sua página pessoal no facebook
- Nome completo
- Morada completa
- Contato






O vencedor tem o prazo de 10 dias para reclamar o seu prémio ou, este, será entregue a outro participante selecionado por random.org.

(Os números sorteados pelo site random.org correspondiam a estes participantes no momento da verificação por nossa parte, pelo que não nos responsabilizamos por eventuais alterações da ordem dos mesmos por motivos que nos são alheios como, por exemplo, participantes que apaguem os seus comentários)


Obrigada a todos a vossa participação!  


segunda-feira, 14 de Abril de 2014

Folar de Noz



















300g de farinha
25g de fermento
70ml de água morna
1/2 colher de chá de canela em pó (usei da marca Condi)
60g de açúcar
100g de nozes picadas grosseiramente
2 gemas de ovo pequeno
1 gema batida (para pincelar)
Água morna q.b.


Dissolva o fermento na água morna e junte-lhe 50g da farinha, envolva bem. Adicione a restante farinha e continue a amassar.
Vá adicionando mais mais água morna, aos poucos,  até obter uma massa macia, lisa e que não grude nos dedos (se necessário, junte mais farinha).
Forme uma bola com a massa, coloque-a num recipiente bem tapado com um pano grosso e deixe levedar, protegida de correntes de ar, até dobrar de volume (cerca de 2 horas).
Após este tempo, junte à massa, o açúcar, a canela, as gemas e as nozes, misturando-os. Amasse durante uns minutos ou até a massa  se apresentar lisa  e fofa.
Forme uma bola com massa, coloque-a num tabuleiro forrado com papel vegetal e pincele com a gema batida.
Leve ao forno, pré-aquecido a 170ºC, por cerca de 45 minutos ou até a massa estar cozida (faça o teste do palito no centro do folar).



Para acompanhar este folar, recomendo:

Porto Adriano Reserva
Ramos Pinto

Este é o vinho do fundador da Casa Ramos Pinto. Este vinho conquistou o Brasil ao ponto do Vinho do Porto ser conhecido apenas por “Adriano”. É um vinho muito agradável e versátil.
O Adriano é um blend de 6 anos de idade. É a partir dos 6 ou 7 anos que o Vinho do Porto começa a precipitar a sua pigmentação vermelha e as nuances de Tawny começam a aparecer.

Notas de Prova:
Cor com notas vermelhas de tawnies semi-evoluídos, com menisco alaranjado, fruto do seu envelhecimento.
Apresenta uma grande densidade, com notas de fruta fresca (cereja e amora). O envelhecimento em carvalho proporciona o aparecimento dos aromas a frutos secos (ameixa e noz) e aromas etéreos e balsâmicos.
O ataque a frutos frescos é intenso e gradual. Equilíbrio perfeito entre a frescura e o envelhecimento. As notas apimentadas provêm da sua maturidade. Na boca é longo, elegante e suave.







Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação deste folar.

O meu muito obrigada à Condi Ramos Pinto pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.







domingo, 13 de Abril de 2014

Folar de Amêndoas

















600g de farinha
1 dl de leite morno (+ um pouco, se necessário)
40g de fermento de padeiro
150g de amêndoas torradas, moídas em farinha
180g de manteiga com sal, em temperatura ambiente
200g de açúcar
1 pitada de sal  (usei a flor de sal Marnoto)
6 ovos médios
2 gemas
Amêndoas picadas q.b.



Torre as amêndoas colocando-as numa frigideira ao lume sem adição de gordura até dourarem. Em seguida, reduza-as a farinha.
Dissolva o fermento de padeiro no leite morno (1dl) e reserve.
Num recipiente largo, junte a farinha com o açúcar e a farinha de amêndoa, misturando bem. Faça uma cavidade ao centro e deite nela a manteiga em pedaços e o sal. Amasse e misture bem. Enquanto continua a amassar vá juntando os ovos, um a um e o fermento dissolvido. Continue a amassar até obter uma massa fofa e pouco grudenta (se necessário acrescente mais um pouco de leite morno). Faça uma bola com a massa, coloque-o num recipiente bem tapado com um pano e deixe levedar por 1 hora.
Após este tempo, divida a massa em três partes iguais, forme três rolos longos e idênticos. Junte uma das extremidades de cada rolo e faça uma trança com este, terminando unindo as extremidades e unindo as duas de modo a fazer uma coroa. Coloque a coroa sobre uma forma redonda (grande) forrada com papel vegetal untado com margarina e deixe levedar por mais 1 hora. 
Pré-aqueça o forno a 170ºC, pincele a coroa com as gemas batidas e salpique, abundantemente, com amêndoas picadas. Leve ao forno por 45-60 minutos, tendo o cuidado de colocar uma folha de alumínio sobre o folar caso este comece a querer queimar.



Para acompanhar estas bolo, recomendo:



Tawnie de Idade
Vinho do Porto 20 Anos - Quinta do Estanho


Vinho do Porto de qualidade superior.
Elaborado a partir de uma combinação de lotes selecionados de vinhos velhos e jovens, cuja média perfaz a idade indicada no rótulo.
Estagia em barris de carvalho velho e avinhado.

Notas de prova:
Aromas terciários complexos a especiarias com notas de vinagrinho.
Boca suave, agradável, persistente e com prolongada permanência.







Aqui estão os produtos fantásticos que usei na preparação desta sobremesa.

O meu muito obrigada à Necton Quinta do Estanho pela simpatia e pelos produtos, de grande qualidade, que me enviaram.






Imprimir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...